Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Tão fartinho, tão fartinho

05.06.15

 

 

 

Estou tão fartinho dos sonsos. E já nem são as habilidades ancestrais dos sonsos que são praticadas na esperança que não as vejam. Os sonsos dizem A e o seu contrário convencidos que os ouvintes nunca cruzam informação.

 

O que mais cansa nos sonsos é viverem 24 horas por dia, e anos a fio, a vida alheia. Então as novas redes sociais são um habitat caído de Marte.

 

Os sonsos não têm vida própria, a ciumeira remete-os para a registo distanciado de si e com intensificação do ódio na tentativa de espantar as causas do sofrimento. Encontrar "coisas" nos alvos ou, e pior do que isso, nos próximos dos cobiçados, é a obsessão que dá sentido à vida. Deve ser realmente sei lá o quê habitar com sonsos que se confundem amiúde com o chico-esperto e até com o intrujão.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.