Em busca do pensamento livre.

Sábado, 07.04.18

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 18:14 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 05.04.18

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:39 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 03.04.18

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 19:33 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 11.03.18

 

 

 

Um vídeo de 7 minutos com uma interessante entrevista a "Tony Wagner, diretor do Laboratório de Inovação da Universidade de Harvard".

 

Entretanto, partilhei o vídeo no facebook com a seguinte introdução: 

É um vídeo (7 minutos) com uma interessante entrevista a Tony Wagner, diretor do Laboratório de Inovação da Universidade de Harvard. "É necessário mudar o modelo educacional atual para que todos os jovens enfrentem com garantias o futuro e repensar o papel da escola. O conhecimento está em todo o lado e acessível a todos." Os EUA enfrentam com preocupação a relação do futuro com a inclusão.
Peguemos no exemplo português. Os alunos que "querem aprender" nunca foram o problema. Quem beneficia da ambição escolar da família, e ainda de um bom estatuto sócio-económico, aprende em qualquer sistema. Nas últimas décadas, e como se comprova nos vários domínios profissionais ou académicos, os portugueses que "querem aprender", e que percorreram o sistema português, integraram o denominado primeiro mundo no sentido mais moderno e lato que se considere.
O que é difícil é elevar os que "não querem aprender". Esse é o eterno problema português (e, quiçá, norte-americano). Atenua-se quando diminui a pobreza.
E as escolas podem fazer algum coisa? Podem.
Fazem, desde logo, se forem inclusivas (cabem todos) para alunos, professores e restantes profissionais: só se inclui em ambiente de inclusão, e confiança, e não de exclusão. Fazem, e também desde logo, se não nivelarem os procedimentos pelos encarregados de educação dos que "não querem aprender" ou pelos "clientes" insensatos dos que "querem aprender"; e muito menos por "treinadores de bancada". O interesse dos alunos todos exige a supremacia dos princípios docimológicos e a aprendizagem de conhecimentos e atitudes, onde se inclui a autonomia e a responsabilidade. É um processo com inúmeras variáveis. Exige algum tempo, requer uma atmosfera de confiança e é difícil. Mas como alguém disse, o belo não é fácil mas é o ponto de partida para qualquer futuro.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:48 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 13.02.18

 

 

Dois bons filmes. The Post retrata um momento determinante para a liberdade de imprensa e o segundo, Linha Fantasma, olha para as relações humanas de um ângulo invulgar. Bem realizados e com muito bons desempenhos.

 

 

The Post (Trailer) de Steven Spielberg

 

 

Linha Fantasma (Trailer) de Paul Thomas Anderson

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:21 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 11.02.18

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:38 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 07.02.18

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:21 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 03.02.18

 

 

 

Paulo Guinote numa Opinião Pública de Novembro de 2011.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:49 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 28.01.18

 

 

 

No fim do filme pensei no ensaio de Gilles Lipovetsky, "A Era do Vazio". Este ensaio, ou ensaios, sobre o individualismo contemporâneo é muito bem retratado neste filme a preto branco e com pouco mais de 70 minutos. É evidente que não imagino se o argumentista pensou no ensaio referido. Com quatro ou cinco personagens, Philippe Garrel constrói uma narrativa com silêncios que dizem mais do que mil palavras. A ver mesmo.

 

"O Amante de Um Dia". Título original: L'amant d'un Jour. De: Philippe Garrel. Com: Éric Caravaca, Esther Garrel, Louise Chevillotte. Outros dados: FRA, 2017, Preto e Branco, 76 min.

 

"Quase 50 anos após a estreia de "Le Révélateur", o seu filme de estreia de 1968, Philippe Garrel regressa aos filmes para completar a sua chamada "trilogia do amor", iniciada em 2013 com "Ciúme" e continuada dois anos depois com "À Sombra das Mulheres". Centra-se em Gilles, um professor de filosofia interpretado por Ériv Caravaca que namora e vive com uma das suas alunas, Ariane (Louise Chevillotte). Tudo está bem até ao dia em que a filha de Gilles, Jeanne (Esther Garrel, filha do próprio realizador, além de irmã de Louis Garrel), da mesma idade de Ariane, vai morar com eles após acabar a relação em que estava.
Um drama romântico com apontamentos de comédia que foi originalmente apresentado em Portugal na edição de 2017 do Lisbon & Sintra Film Festival." PÚBLICO

 

 



publicado por paulo prudêncio às 19:44 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Sexta-feira, 26.01.18

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 18:44 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quarta-feira, 24.01.18

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 15:21 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 21.01.18

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:01 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 14.01.18

 

 

 

E Londres ainda existe?

A dúvida impõe-se com os argumentos, e os desenvolvimentos, pró-Brexit. Mas não só. É que, e entretanto, Trump eliminou Londres (embora o motivo desta pós-verdade seja indissolúvel: o edifício da embaixada dos EUA em Londres) e a incerteza cresceu. Como a absolutização do digital, o recente fenómeno do melhor restaurante londrino vulgarizou-se. Dever ser isso. O espaço tinha um site com ementas do outro mundo, imagens apelativas e os melhores comentários de clientes. Projectou-se, em quatro meses, para o primeiro lugar no Trip Advisor e atingiu o topo. Só que o restaurante não existia. Foi toda uma engrenagem com dados falsos ou manipulados. O facto reforça a dúvida inicial. Mas convenhamos: o melhor restaurante londrino foi uma notícia falsa precisa e humorada. Mas veja o vídeo com a entrevista ao criador (com uma fisionomia na linha de Boris Johnson e Donald Trump).

 

 



publicado por paulo prudêncio às 18:00 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 06.01.18

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 20:25 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 29.12.17

 

 

 

609653

 

 

Suburbicon devasta as regiões não cosmopolitas dos EUA. Não esqueçamos que é uma obra escrita por Joel Coen e Ethan Coen, dois irmãos conhecedores da América profunda. George Clooney realiza com sabedoria e as interpretações de Matt Damon, Julianne Moore e Oscar Isaac acompanham-no. O tal sonho americano tece um subterrâneo com sobreposição do mal, enquanto a mediatização se dedica a ampliar, em ritmo de subversão violenta, um surto xenófobo.

"Gardner Lodge (Matt Damon) é um homem pacato a viver com a mulher e o filho em Suburbicon, um também pacato bairro composto apenas por pessoas brancas, em 1959. Um dia, há um assalto em sua casa e matam a sua mulher. A irmã gémea dela, Margaret (Julianne Moore), vai viver com Gardner e, gradualmente, vai-se transformando na mulher que morreu. A estranheza não fica por aí: a pacatez de Gardner vai-se dissipando entre conflitos com a máfia e com a chegada ao bairro de uma família negra.
Um filme de George Clooney baseado num guião que os irmãos Coen escreveram nos anos 1980, logo a seguir a "Sangue por Sangue", o primeiro filme deles, mas acabaram por não realizar. Foi agora retrabalhado por Clooney e Grant Heslov, colaborador habitual do actor transformado em realizador. PÚBLICO"

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 09:54 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 23.12.17

 

 

 

 

 

 

Aretha Franklin (You Make Me Feel Like)

A Natural Woman - Carole King - Kennedy Center Honors 2015



publicado por paulo prudêncio às 09:12 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Sexta-feira, 22.12.17

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 10:31 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 01.12.17

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 12:48 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quinta-feira, 05.10.17

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 09:46 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 24.09.17

 

 

 

 

Um vídeo esclarecedor:

 

 



publicado por paulo prudêncio às 13:39 | link do post | comentar | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
um outro sinal do envelhecimento, é o aumento do n...
Será caótico e explosivo.
Percebo e concordo.
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676