Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Os "Resistência" em Paris

01.02.17
      Os "Resistência" vão estar em Paris numa das salas que foi alvo de acções terroristas. Devem tocar um dos temas com letra mais interessante. Ouvio-o de manhã numa rádio e guardei-o na memória para o resto do dia.    

nem tudo foram rosas

15.06.11
  Os últimos seis anos revelaram inúmeros tiques totalitários. Haverá quem pense que estou a exagerar, mas a atenção aos factos, aos detalhes e ao conhecimento não se pode elidir. A formulação é simples: para um poder quase fascista (mesmo que em inconsciência) só uma resistência extrema. "(...)Foucault reconheceu, igualmente, que existe resistência onde o poder (...)

ponto de uma situação

31.05.11
          Não serem sugados pelas forças institucionalizadas, tem sido um dos méritos de muitos bloggers. E lembrei-me disto ao reler uma excelente entrevista ao filósofo José Gil na Pública. A páginas tantas responde assim:  Pergunta: "Diz no seu livro Portugal, Medo de Existir que o espaço público deixou de existir e que foi substituído pela comunicação (...)

internacionalização

23.08.10
        Os professores portugueses não desistiram e prepararam-se para o que possa vir por aí. Dou conta, em primeira mão, dos contactos internacionais que a Isabel Silva estabeleceu em plenas férias. Vou colar o conteúdo do mail que recebi e as imagens fazem o resto.   "Olá Paulo! Imagina que por terras dos árabes consegui uma coisa fantástica. Em conversa com o Zine al-Abidine Ben (...)

em exercício

21.08.10
    Estava indeciso em publicar agora este vídeo (cortesia do jovem professor Marco Santos), porque os registos confidênciais da resistência devem ser divulgados quando tudo estiver mesmo terminado. Mas que seja.   Os efeitos de imagens deste género têm as duas faces da moeda. Passam para os adversários conhecimentos sobre as tácticas utilizadas e, por outro lado, mobilizam docentes mais indecisos ou cépticos; e não sabemos o que o futuro nos reserva.   Para testar o (...)