Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Reformas e Remédios (1) - Benuron na Pandemia e Também no Escolar

07.06.20
É recorrente a febre com que se "anuncia a roda" (ou novos paradigmas) no sistema escolar; e talvez daí a intemporalidade do benuron. Mas o que é engraçado, e sem ter graça nenhuma, é que passa o tempo e recuperam-se ideias antigas como se fossem novidades. Parece um percurso circular alimentado por uma indústria que facilita surtos epidémicos.Escrevia, algures em 1998, para uma revista sobre educação. Pediram-me que escrevesse sobre reformas. Lembrei-me dos remédios. Fui (...)

Em Dia de Greve

31.01.20
Em dia de greve, é plantada nos órgãos de comunicação social a seguinte notícia: "Quem se quiser reformar sem cortes em 2021 terá de ter, pelo menos, 66 anos e seis meses, de acordo com a portaria do Governo publicada esta sexta-feira em Diário da República. Em 2018, (...)

E ao 1º Dia da Pré-Reforma

11.12.19
  Mais uma vez, e de acordo com as expectativas, a pré-reforma não deu qualquer sinal de vida no 1º dia de novidades. Aliás, desde a campanha eleitoral para as legislativas que é proibido falar da carreira dos professores.

É Professor e tem mais de 55 anos?

10.12.19
  Se reúne esses requisitos, está em condições de pré-reforma. Falta conhecer os critérios. Percebe-se o pessimismo, apesar do Governo reconhecer que tem que começar pelos professores. Mas os professores acima dos 55 esperam a reforma, porque uma pré-reforma só terá viabilidade se for decente e não muito distante materialmente da reforma sem penalizações. E pensando nos países mais próximos, os seus colegas espanhóis reformam-se na totalidade com 60 anos de idade e 35 (...)

Dos Modismos no Escolar

04.11.19
      Fui parar a uma entrevista de Agosto de 2016 de quem coordenou o perfil do aluno no final do 12º ano.  Regressei, pela enésima vez, a este post.  Começa assim:  A febre reformista no sistema escolar em Portugal não é nova: é mesmo imparável. O que é engraçado, e com o passar do tempo, é que vemos recuperar ideias antigas como se de grandes (...)

"Escolas preparam alunos para um mundo que já não existe"

10.06.19
      Desta vez, a "nova" veio pela voz de Rod Allen: "Escolas preparam alunos para um mundo que já não existe. Se queremos saber alguma coisa temos os telemóveis que sabem muito mais do que nós. Já não faz sentido a escola que debita informação memorizada até ao dia do exame e rapidamente esquecida para decorar outra matéria. O foco transferiu-se do “saber” para o “perceber”." O canadiano tem, desde logo, um mérito: se a 4ª industria transporta um universo de (...)

Acordaram

08.12.18
      Se existisse um programa decente para aposentações de professores (um grupo profissional que ainda há poucos anos se reformava entre os 56 e os 58 (52 no pré-escolar e 1º ciclo) com 35 anos de serviço), dá ideia que as escolas perdiam mais de 40 mil imediatamente. Mas quanto mais tarde se enfrentar a "organização de trabalho que adoece os professores", pior. O DN resume um estudo da OCDE que apresenta os números baixíssimos de aposentações em 2018 e nos anos anteriores: