Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

a confirmação

29.04.17
      Nuno Crato provou que é dado a epifanias e entra num fenomenal mês mariano com revelações que indiciam outro fenómeno preocupante tembém muito estudado. O grego classifica-o como παραληρητικές μυαλό, o chinês tradicional como 妄想心態, o latim como delusional mentis, o inglês como delírios mind e o português como mente delirante. Até Passos Coelho parece implorar para que pare com o argumentário: "

do adiamento curricular

18.03.17
      A "Geringonça escolar" tomou duas decisões quase consensuais: repor decência na rede escolar e corrigir a "medição em modo industrial" que o radicalismo de Crato alastrou aos alunos mais jovens. É um caminho a prosseguir, sem que isto signifique concordância com o modelo vigente de provas de aferição. Há muito a fazer. Dá ideia que o Governo adiou as mudanças curriculares que implicavam (é o que consta) a flexibilização de 25% do currículo. É moderado. Parece (...)

a roda quadrada e a resistência à mudança

02.03.17
                                    Andaram anos a fio a repetir que os professores eram resistentes às mudanças, e que as escolas precisavam de reformas, e agora indignam-se com as mudanças escolares da Geringonça? Mais: só as aceitam sem o vocábulo reforma? Ou seja: Crato reformou contra tudo e quase todos e o seu legado é o fim da história? O ex-ministro da Educação insistiu na ideia das disciplinas essenciais (ficaram de fora as ciências, a história, a (...)

Dos erros crassos

21.10.16
        Visionar e antecipar o futuro, e escolher a estratégia, é mais difícil em tempos de absolutização do presente. Contudo, essa condição vigente não nos liberta do futuro. Uma questão escolar portuguesa passa por alargar o ensino secundário a todos. Um ensino secundário com a formação geral comum aos três anos e com "especializações" nos ensinos regular e profissional. Uma formação geral que contemple o equilíbrio curricular numa sociedade em pleno movimento.   (...)

ainda os efeitos do radicalismo de Crato

01.05.16
      Precisamente por ser muito difícil apresentar conclusões na investigação em Educação, exige-se ponderação, sensatez, mudança gradual, equilíbrio e testagem em pequenos universos antes de generalizar em qualquer área da política educativa. Se o período de Crato foi de radicalismo ideológico com cortes a eito (não apenas financeiros), exige-se a quem se segue que recentre. Contudo, o actual Governo nunca poderá esquecer que o período de Lurdes Rodrigues foi também (...)