Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Da intuição e da precipitação

04.01.18
        É, como já escrevi, muito interessante a obra de Daniel Kahneman (2011), "Pensar, Depressa e Devagar". Parece que temos dois sistemas a regular a nossa mente. Podemos simplificar, considerando o sistema 1 como "imediato ou depressa" e o sistema 2 como "elaborado ou devagar". Por vezes, parece que o sistema 2 é preguiçoso e ficamos pelo 1. Siga o (...)

Da actualidade das taxonomias

20.12.16
      "Sim, sim, claro que é a justiça, mas primeiro está a minha mãe", foi mais ou menos assim que se "caracterizou" o nível cimeiro da taxonomia, de Lawrence Kohlberg, do desenvolvimento moral, que retomou e aperfeiçoou o modelo piagetiano. É interessante a confirmação desta classificação. Kohlberg contrariava, e surpreendia, quem defendia que a lei (...)

as maravilhas da impulsão

02.05.13
            Sabia que há estudos que dizem que a ideia de dinheiro impulsiona o individualismo? E que recordar às pessoas a sua mortalidade aumenta o apelo a ideias autoritárias? E que o local onde votamos pode influenciar a nossa escolha?   E estamos condenados a esta manipulação (voluntária ou não)?   O Capítulo "A máquina associativa" da Parte I da obra de Daniel Kahneman (2011:78), "Pensar, Depressa e Devagar", Temas e Debates, Círculo de Leitores, Lisboa, tem um tópico, "As maravilhas da impulsão"

está bonito, está

12.04.13
            Não sei se o ex-assessor do ministro da economia Álvaro Santos Pereira concluiu, no convívio com o ministro Gaspar, que o indivíduo tem comportamentos antissociais, que é de um egocentrismo extremo e que revela instabilidade e impulsividade. A ser assim é um psicopata social. Se Gaspar é agressivo e dirige essa pulsão contra a sociedade e tem com frequência comportamentos violentos e perigosos é um sociopata. Levezas à parte, e até porque perante um sociopata ou um

da precipitação e da intuição

24.02.13
          É, como já escrevi, interessante a obra de Daniel Kahneman (2011), "Pensar, Depressa e Devagar", Temas e Debates, Círculo de Leitores, Lisboa. Parece que temos dois sistemas a regular a nossa mente. Podemos simplificar, considerando o sistema 1 como "imediato ou depressa" e o sistema 2 como "elaborado ou devagar". Por vezes, parece que o sistema 2 é preguiçoso e ficamos (...)

chegámos a um ponto tal...

03.02.13
      ... e ainda na sequência do "escurinho".   O politicamente incorrecto tomou de vez o lugar do politicamente correcto. Uma pessoa que tenha um exercício honesto, ou que defenda essa condição, desactualizou-se. Os politicamente correctos da actualidade são uns brincalhões e umas brincalhonas. São uma espécie de invertidos: existem na alteridade e sem espelho.