Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

O Género de Ruído Que Oculta o Vazio Escolar

03.09.19
    Ao que parece, a notícia da imagem, que fez primeira página no Expresso de 23 de Agosto e que, desse modo, teve quase tanto impacto mediático, entre nós, como a intenção de Trump em adquirir a Gronelândia, foi o momento alto da silly season escolar. Quem não conhecer a discussão, e imagino os turistas curiosos com a cultura local, olhará para a notícia e concluirá que os professores portugueses são uns intolerantes que não permitem a ida dos alunos às casas de banho (...)

Ruído Escolar

25.08.19
  Ao que parece, a notícia da imagem, que fez primeira página no Expresso de 23 de Agosto e que, desse modo, teve quase tanto impacto mediático, entre nós, como a aquisição da Gronelândia pelo Trump, foi o momento alto da silly season escolar. Quem não conhecer a discussão, e imagino os turistas curiosos com a cultura local, olhará para a notícia e concluirá que os professores portugueses são uns intolerantes que não permitem a ida dos alunos às casas de banho ou que os (...)

Substância

12.05.19
      No vórtice em que vivemos, ampliado pela ubiquidade das notícias falsas que se estabeleceram nos órgãos de comunicação social e nas redes sociais, prevalece o efémero que se esgota em minutos, horas ou dias. Não há espaço mediático para a substância das coisas. As vitórias e as derrotas políticas têm a mesma vigência. Os professores viveram os dois estados numa luta desigual. Acima de tudo, e como os professores são muitos, as forças que controlam o OE não (...)

Dos Chumbos!

02.02.19
    Há chumbos de estudos e encomendas que não ajudam nada na recuperação do prestígio das instituições. Reforça-se a ideia: há gabinetes favorecidos pelo orçamento de estado.    

Capa Sim, Capa Não

05.01.19
      Os professores são definitivamente o assunto de 1ª página. O Expresso da semana passada abria com um PR mãos largas,  "Marcelo quer que Governo dê mais aos professores",  que o próprio se apressou a desdizer e a possibilitar versões e mais versões. Agora, que regressam negociações, o Expresso avisa:  "Professores podem ficar sem mais nada."       Nota: a notícia da OCDE é sei lá o quê.  

É mesmo assim?!

02.01.19
    Uma recente primeira página do SOL afirma que o "histórico do processo marquês desapareceu do sistema informático". Não sei se houve algum desmentido, mas o ambiente no país neste género de processos abre, tristemente, essa possibilidade ou algo semelhante. Ou seja, e pensando na saúde da democracia, notícias que envergonham, como esta, não devem ficar pela espuma dos dias.