Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Governo de Continuidade

15.10.19
  Contrariando adivinhos e especialistas em informação classificada, o Governo de continuidade tem aqui o elenco de ministros. A SE da Educação, Alexandra Leitão, passa a ministra da Modernização Administrativa e da Administração Pública numa lógica do digital. Espera-se que seja mais bem sucedida, uma vez (...)

Governo sem Acordo Escrito

12.10.19
  Tendo em conta os resultados eleitorais, parece uma solução mais sensata não existir um acordo escrito. Seria muito difícil alcançar um acordo com todos e insensato excluir quem já integrou a geringonça. É certo que dá ideia que os eleitores "sufragaram" a solução anterior, mas a descida em número de votos do BE e da CDU complicaram a solução. Para além disso, fica a sensação que grande parte dos dirigentes socialistas considera-se injustiçado pelos eleitores por (...)

Notou-se, e Nota-se, a Irritação

11.10.19
Tem sido um milénio de crispação política e nada fácil para os espíritos mais livres. "Não fica bem" desalinhar nem concordar com o que existe. Na vida portuguesa é também assim e o fenómeno agrava-se nos momentos sobreaquecidos de exacerbação dos clubismos. As posições autónomas tornam-se irritantes. Por exemplo, a direita está inconsolável com o facto de um Governo com um apoio parlamentar inédito ter sido bem sucedido e irrita-se com quem o sublinhe. E porquê? (...)

Enquanto usava o MultiBanco

08.10.19
  "Espero reformar-me daqui a quatro anos. Se depois disso vier um Governo de estrema-direita, já estou reformado", dizia alguém mesmo atrás de mim. Nem sei como classificar. Só o facto de alguém pensar que os reformados estão livres dos demagogos, populistas e ultraliberais, é mais um sinal de que nem sempre a idade atribui sensatez.

O Que AÍ Vem

07.10.19
António Costa abriu o discurso de vitória na direcção dos abstencionistas sublinhando a preocupação com o futuro da democracia. Nesse sentido, todo o espectro parlamentar devia inaugurar, antes que seja tarde, a descida da estratosfera e o abandono da nefasta lógica de aparelho. Por outro lado, há quatro anos, e na criação da inédita maioria parlamentar que muitos anunciaram como catastrófica, Mário Centeno aterrou em Bruxelas, e no Eurogrupo, envolto numa aura risível (...)

Geringonça 2.0?

06.10.19
  Veremos se haverá uma Geringonça 2.0. As projecções vão nesse sentido, existindo, todavia, a hipótese remota de uma maioria absoluta do PS. Um Governo do PS sem maioria aconselha a reedição da Geringonça sufragada pelos eleitores. A direita terá uma derrota acentuada. Para os que vêem o início desse desaire no apoio à causa dos professores, é bom recordar que os eleitores talvez tenham penalizado o oportunismo de quem faria pior do que a pior versão do Governo como mais (...)

Afinal, a Gerigonça

04.10.19
  Em 2015, Portugal tentou um algoritmo diferente do imposto no Eurogrupo. O mainstream apressou-se a anunciar a syrização. Mário Centeno chegou a Bruxelas envolto numa aura risível, semelhante à da sua primeira intervenção no parlamento que levou Passos Coelho às lágrimas de tanto rir. Por muito que custe aos avessos a qualquer ousadia, como foi o caso do ex-PM, há mérito português. É certo que o plano de Centeno priorizava a subida do consumo interno que não se (...)