Em busca do pensamento livre.

Sexta-feira, 28.09.18

 

 

 

Não há pachorra para a mediatização da justiça. Os órgãos de comunicação social são fundamentais nas democracias, mas o "bullshit" enjoa: "Rápido, exigente e cético. Quem é Ivo Rosa, o juiz da instrução a Sócrates. É o magistrado madeirense quem irá decidir se há indícios suficientes para levar José Sócrates a julgamento. Com Rosa, as provas têm de ser inabaláveis."

 



publicado por paulo prudêncio às 20:25 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Sexta-feira, 22.07.16

 

 

 

 

"Em comunicado, as autoridades pedem a não divulgação de vídeos ou fotos do acto terrorista", repetem as televisões imediatamente a seguir à apresentação do vídeo amador mais oportuno. Os actos terroristas têm uma ocorrência quase diária, hoje é em Munique, e os canais de cabo já só têm que programar as horas sobrantes. O mal faz sempre o seu caminho, como lemos na história e temos registado nestes tempos de triunfo do neoliberalismo como caminho ideológico único.

 

Captura de Tela 2016-07-22 às 20.28.18.png

 



publicado por paulo prudêncio às 20:17 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 25.01.16

 

 

 

 

Trinta anos depois de ter assinado, em Chaves, uma lista de apoiantes da primeira mulher independente, Maria de Lurdes Pintasilgo (1986), candidata à Presidência, apoiei pela primeira vez publicamente (os tempos mediáticos são realmente muito diferentes e com influência decisiva no desfecho até de eleições presidenciais), e fui proponente, um candidato à Presidência: António Sampaio da Nóvoa (2016).

 

O candidato a Cidadão Presidente não venceu, mas voltaria a ter o meu apoio se o tempo recuasse os dias que entendesse. O seu discurso após os resultados eleitorais é elucidativo: parabéns a quem venceu,  com a elevação e a coerência que fez com que há muito o considerasse um muito bom candidato, mas também num registo comovido e alegre, solidário e feliz, autêntico e estruturado. Foi mais uma lição. Sampaio da Nóvoa é daquelas pessoas que os portugueses, de uma ponta à outra do espectro político, não se cansam de pedir que diga presente, mas que depois não é ouvido com toda a atenção porque os fanatismos (e os pântanos, já agora) se sobrepõem.

 

Não sei se voltarei a apoiar com convicção uma candidatura Presidencial e muito menos se esse facto demorará outros trinta anos. O que observei, e vivi e testemunhei, foi uma extraordinária candidatura apoiada por cidadãos envolvidos pela emoção e pelo voluntarismo. Foi muito bonito mesmo. Publico um vídeo que fiz na Aula Magna no encerramento. Muitas pessoas que viram as imagens em directo pelas televisões perguntaram-me se os momentos de apoteose eram, como parece habitual, encenados para as televisões. Nada disso. O que se vê no vídeo foi uma constante naquela hora e meia. Sampaio da Nóvoa era sistematicamente interrompido por aquele testemunho inesquecível.

 

Portugal mergulhou na prosa dominical do empobrecimento e ainda não foi desta que os eleitores deram lugar à prosa poética. A democracia (nesta fase, mais mediocracia) é assim e é também por isso que a defendemos. Faz escolhas que nem sempre são as nossas ou as mais inspiradoras, mas valeu a pena. Obrigado, Sampaio da Nóvoa.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:57 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Até pode ser uma explicação: anos a fio na "selva"...
Até pode ser uma explicação: anos a fio na "selva"...
Uma descida grave.
Também de Singapura vêm outras boas iniciativas:ht...
Também aqui se realça Singapura por boas razões:ht...
tempos que têm os ingredientes para os 'trumps'/'b...
Não conhecia essa situação.
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

bartoon

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676