Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Resistir

24.03.19
      E se considerarmos a extenuante história recente, é ainda mais memorável encher a simbólica Avenida da Liberdade a um sábado à tarde. Em vez do merecido descanso -  imprescindível para o grupo profissional mas delapidado na administração pública -, professores dos mais diversos pontos do país deram corpo a mais uma das inúmeras formas de protesto - da plataforma de sindicatos e de iniciativas informais - que mantém alguma decência no imperativo democrático da (...)

Do Impasse na Situação dos Professores

26.02.19
    O Governo regressou à "negociação" com a recuperação dos tais dois anos e tal de nove e qualquer coisa. Aliás, o PM afirmou hoje que esses dois anos e tal podiam estar já a ser contabilizados. Ou seja, havia financiamento. Gostava era que se soubesse o montante e, já agora, que a mesa negocial revelasse o investimento necessário para a recuperação total apurada pela comissão especializada paritária nomeada em Julho do ano passado. Era só para fazermos contas. O (...)

a defesa da escola pública encheu o Marquês

19.06.16
      Há sempre motivos para uma manifestação em defesa da escola pública. Infelizmente em Portugal também tem sido assim, mesmo nas últimas quatro décadas e com ênfase na última. As "elites" cansam-se depressa com esse investimento num valor inalienável da democracia. São mais dadas à lisura bancária. A manifestação de ontem também se dirigiu à ilegalidade das cooperativas com contratos redundantes. Nesse sentido, muitos consideraram, e com fundamento, esta (...)

da defesa da escola pública

05.06.16
    Chegou a ser caricata a luta da plataforma sindical contra os exercícios de Lurdes Rodrigues e Nuno Crato. Alguns dos eixos dessas políticas caíram porque eram inaplicáveis e brutalmente injustos. Os sindicatos, que são organizações fundamentais num Estado de direito, assinaram acordos inadmissíveis que deixaram marcas. Era comum a luta "mangas-de-alpaca" das minutas (minuta contra minuta) e das manifestações para arrefecimento. Dito isto, e uma vez marcada para 18 de (...)