Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Ler os clássicos

29.10.16
      "Os clássicos são livros de que se costuma ouvir dizer: "estou a reler..." e nunca: "estou a ler..."; um clássico é um livro que nunca acabou de dizer o que que tem a dizer; os clássicos são livros que quanto mais se julga conhecê-los por ouvir falar, mais se descobrem como novos, inesperados e inéditos ao lê-los de facto; é clássico o que tiver tendência para relegar a actualidade para categoria de ruído de fundo, mas ao mesmo tempo não puder passar sem esse ruído (...)

uma boa dupla

04.09.16
           Talvez o melhor livro de Italo Calvino (a cada leitura mais isso se acentua) e Joseph Stiglitz (justifica sempre quando é alguém do lado dos fracos e ponto final).  

Incontornáveis

21.09.13
                Talvez o melhor livro de Italo Calvino (a cada leitura mais isso se acentua) e o novo livro de Joseph Stiglitz (promete sempre quando se vê alguém do lado dos fracos e ponto final).     Repare-se na apreciação do Guardian ao livro de Joseph Stiglit (...)

leveza e actualidade

25.01.12
    Italo Calvino foi sage quando incluiu a leveza nas seis propostas para o milénio que agora começou. Lembrei-me dessa premonição a propósito da mediatização de uma petição a pedir a demissão do presidente da República. Entendi a iniciativa como um momento de humor - género que deve sempre ser levado a sério - e de leveza e que evidencia o que sempre me pareceu: o actual presidente (...)

porquê ler os clássicos?

10.01.10
  Foi daqui.       "Os clássicos são livros de que se costuma ouvir dizer: "estou a reler..." e nunca: "estou a ler..."; um clássico é um livro que nunca acabou de dizer o que que tem a dizer; os clássicos são livros que quanto mais se julga conhecê-los por ouvir falar, mais se descobrem como novos, inesperados e inéditos ao lê-los de facto; (...)

italo calvino

04.11.09
        (encontrei esta imagem aqui)     O Princípio da Leveza (um dos seis, que afinal foram cinco, princípios para o milénio que estamos a viver).  foi escrito por Italo Calvino, um pouco antes da sua morte, para fazer as famosas conferências de Charles Eliot Norton Poetry Lectures na Universidade de Havard, nos Estados Unidos.   Leveza, rapidez, exactidão, (...)