Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

das influências e da geografia

24.10.13
            Talvez a geografia associada à política condene os povos não só à repetição dos gestos como à aprovação dos momentos mais trágicos da história. Por exemplo, a extrema direita parece ganhar terreno no centro da Europa.     "(...)Era já uma Viena trágica. Não podemos esquecer o paradoxo: a matriz - se assim me atrevo a dizer - da nossa cultura moderna, do nosso modernismo, e até mesmo pós-modernismo, mas já à sombra de um anti-semitismo cada (...)

tem sido assim

26.11.12
        Sempre que há uma catástrofe natural, mesmo que não seja de interesse mediático planetário, há dois argumentos muito usuais e que se contradizem: é a maior desde que há registos (e parece que cada vez é mais assim) e à escala do planeta são abalos insignificantes.   A escalada produtiva que temos vivido tem contradições insanáveis e basta pensarmos na industria de armamento. O seu desmantelamento criaria desemprego em massa e a sua manutenção provoca o flagelo (...)

os intelectuais e a tirania

25.11.12
                A crónica de ontem de Pacheco Pereira no Público aponta o dedo, e muito bem se me permitem, aos intelectuais que consideram que os portugueses não estão conscientes das dificuldades (como se pode ler na imagem que acompanha o post).   É frequente ouvirmos aplicar o determinante indefinido "todos" para atribuir responsabilidades aos portugueses (...)

herança pesadíssima

19.11.12
          É impossível condensar num post tudo o que se pensa ou escreveu sobre um assunto e isso pode gerar equívocos.   A Alemanha, como de resto a França, a Itália, a Espanha, a Grécia, Portugal, a Inglaterra ou os Estados Unidos e por aí fora têm, apesar dos momentos trágicos, de ter orgulho na sua história e na sua cultura.   A actualidade alemã é particularmente difícil. Terminou há pouco a "inclusão" da região leste e tem de ser uma "pedra" chave numa Europa (...)

da história e da repetição

07.11.12
                Não sei se a história se repete, mas talvez a geografia associada à política condene os povos não só à repetição dos gestos como à aprovação, consciente ou não, dos momentos mais trágicos da história.   Foi assim em 1914-18 e repetiu-se de um algum modo em 1939-1945. A Europa central tem na região que inclui a Alemanha um pólo devastador, (...)

do silêncio

30.04.11
    Numa época de crise financeira e em que se fazem diagnósticos sem fim, é pertinente que nos interroguemos sobre o silêncio à volta de preocupações manifestadas por George Steiner.   "George Steiner, considerado um dos mais importantes pensadores actuais, lamentou que se viva um dos períodos mais selvagens da História e em (...)

cultura

12.08.10
    "(...) A cultura mais não é do que um convite, um convite ao cultivo da nobreza de espírito. A cultura fala discretamente: "Deves mudar a tua vida". A sabedoria que oferece é revelada, não por palavras, mas por actos. Ser "culto" requer muito mais do que erudição e eloquência. Mais do que tudo o resto, significa cortesia e respeito. A cultura, como o amor, não possui uma capacidade para obrigar. Não oferece garantias. E, contudo, a única possibilidade de alcançar e (...)