Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Do Dever de Indignação

10.11.19
    O último "prós e contras" abriu com o testemunho de um professor: "já fui agredido sete vezes". Para além da coragem, não é difícil imaginar a brutalidade que um depoimento destes acarreta. Pelo que percebi, e com excepção da moderadora, não se registou a solidariedade ao agredido que estava presente e que até fez mais do que uma intervenção. Ao que saiba (e é seguro dizê-lo propositadamente quase uma semana depois), o Governo não emitiu uma nota indignada e (...)

Escolas com Três Dias Úteis por Semana

09.11.19
  Num qualquer auge das políticas escolares, que faliram em toda a linha, de desestatização associadas à desconfiança nos professores através do inferno de instrumentos burocráticos (e com testes padronizados que despediam ou premiavam os professores pelos resultados dos alunos e que levaram à falta de professores, até dos "mais vocacionados"), houve um estado dos EUA que "racionalizou" a despesa com a abertura das escolas apenas três dias úteis por semana. Dá ideia que (...)

A Escola e a Dança dos Homens

03.11.19
    "Se houvesse um povo de deuses, ele governar-se-ia democraticamente. Um governo tão perfeito não convém a homens" (1). Esta conclusão explica o ministério da educação das últimas duas décadas, em que houve homens acima dos deuses e da democracia. Se a entropia social evidenciada em 2008 expôs a "lei de bronze da oligarquia" (ideia de Robert Michels) que condicionou os governos, na escola portuguesa a dependência ficou a cargo de uma dança de homens que descolou o (...)

A Escola no Limiar da Tempestade

...Já só os alunos dão ânimo aos professores...

27.10.19
  Acentua-se a falta de professores e os que existem estão, em regra, descrentes, agastados ou radicalizados. Já "só os alunos dão ânimo aos professores", apesar do ruído relacional quando o smartphone é uma dependência central na vida dos alunos. Para além disso, a sociedade contamina a disciplina escolar porque a mediatização diária dos conflitos educativos é geralmente conduzida por analistas, comentadores e dirigentes políticos que se entretêm a reforçar a sabida (...)