Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

a democracia a colapsar?

23.03.14
        São variados e recorrentes os sinais que indicam que a democracia está a colapsar e talvez o desemprego nos jovens adultos seja o mais evidente. Mas o mais chocante é a prescrição dos crimes da malta do "alto colarinho branco". O Público de hoje tem uma ampla reportagem sobre a matéria; este link inclui uma das peças.   Sabendo-se dos interesses da maioria dos deputados, é, no mínimo, de bradar aos céus a seguinte admissão:

97064

23.07.13
        O MEC indica que ficaram sem colocação 97064 professores profissionalizados. Sabemos que é válido o argumento de que o MEC não tem que empregar todos os professores que concorrem, mas o que é espantoso é que se tenha formado professores em massa para um destino que era há muito conhecido.   No actual concurso foram vinculados 3 professores e cerca de 1147 do quadro mudaram de escola ou agrupamento. É também sei lá o quê num concurso que se realiza de 4 em 4 (...)

foram avisados, mas a soberba eliminou a audição

12.06.13
        Quem acompanha a vida das escolas sabia que o clima relacional estava sobreaquecido, que os professores davam os mesmos sinais de saturação que a generalidade da sociedade e que os cortes a eito perpetrados no verão passado tinham deixado marcas profundas e explosivas (os implodidos explodiram, quem diria). São anos a fio neste registo e Nuno Crato, a exemplo de Lurdes Rodrigues, passeava a aura de "estrela financeira" com mais cortes nas pessoas da administração (...)

signicativo

15.02.13
    Os poderes formais sabem que é também assim que diminui a pressão numa nação de zombies em estado de revolta contida mas iminente.    

impressionou-me e imaginei o boomerang

28.09.12
    O Governo, e particularmente o primeiro-ministro, não podem sair à rua (Portas prepara-se para as feiras e Relvas para sei-lá-o-quê).   Um amigo que esteve presente na conferência, julgo que a propósito de Adriano Moreira, em que Passos Coelho (apareceu sem qualquer anúncio público) recorreu aos Lusíadas, relatou-me o arrepio que sentiu com o comportamento dos seguranças e mais umas coisas sobre o chefe do Governo que me abstenho de escrever por não serem novidade.  

10 milhões de euros

17.02.10
      Foi daqui   É inacreditável mas tudo indica que é verdade. Os dois administradores da Portugal Telecom nomeados pelos governo têm direito a uma indemnização de 5 milhões de euros cada um se forem demitidos.   São várias as questões que se têm de colocar, mas a que vem logo em primeiro lugar é muito simples: como é que foi possível chegar-se a (...)