Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Hoje, 13 de Junho de 2023, pela SicN (vídeo de 10 minutos)

13.06.23, Paulo Prudêncio
Hoje, 13 de Junho de 2023, estive pela SicN (vídeo de 10 minutos) a comentar o estado da educação. Obviamente que se colocou a questão do cartaz que não aprecio. Parece que o autor, professor sindicalizado num dos sindicatos da Fenprof (a Fenprof organizou o protesto, mas demarcou-se do cartaz), faz referências pejorativas ao que chama de "professores independentes mediatizados" (os tais PIM, o Paulo Guinote, o Ricardo Silva e eu). Pois bem. Fiz o que faço desde sempre: força dos (...)

Amanhã, e a caminho da manifestação, estarei na SicN (12h00, estúdio) e na CNN (09h40, Skype)

10.02.23, Paulo Prudêncio
  Amanhã (11-02-2023 e a caminho de uma grande manifestação em Lisboa), estarei na CNN (09h40 - Skype) para uma antevisão do dia e pela SicN (12h00) para uma entrevista em estúdio. Aos professores, não interessa quem convocou a manifestação e não querem organizações em bicos de pés. A explosão em curso resulta da acumulação, durante 17 anos, de exaustão com indignação. Conhecem bem a crise do sindicalismo tradicional e não querem que se repitam entendimentos como em (...)

Conversa Sobre Educação

22.09.21, Paulo Prudêncio
Um vídeo com uma Conversa Sobre Educação (tem que clicar em continuar a ler para chegar ao vídeo). O Movimento "Vamos Mudar" (Caldas da Rainha), convidou-me para um dos seus programas "As Quintas da Mudança". A agradável conversa com Conceição Henriques foi do global ao local e da história à actualidade. É uma análise da educação - não apenas a escolar - nos diversos níveis e que se aplica a qualquer localização. Como habitualmente, arquivo o vídeo no blogue e partilho-o.  

Da Política Contemporânea

05.08.21, Paulo Prudêncio
Li, em tempos, no “Público”, numa interessante rubrica intitulada “"o discurso que nunca foi feito"”, um texto escrito de Gonçalo M Tavares intitulado "“sobre a politica contemporânea”". Escreveu duas epígrafes, uma de Harold Brodkey e outra de José Bragança de Miranda. A de José Bragança de Miranda diz assim: "“Sendo a politica um agir livre, tudo pode recomeçar, mas não de qualquer maneira nem em qualquer lugar"”. "“Tentandoultrapassar a espuma dos dias e ir (...)

A Entrevista Completa ao Ministro da Educação

27.06.20, Paulo Prudêncio
Pergunta: Não considera muito penalizador para os jovens realizar exames nestas condições? Resposta: "As nossas comunidades educativas responderão a esse problema de forma adequada." Pergunta: Fazer um exame de máscara diminui as capacidades dos alunos com problemas de oxigenação. O que acha do assunto? Resposta: "As nossas comunidades educativas responderão a esse problema de forma adequada." Pergunta: Ainda a pensar no ânimo dos jovens, o que acha do momento escolhido, tão em (...)

"Vivemos uma Ditadura do Presente"

12.04.20, Paulo Prudêncio
Já tinha saudades dos jornais em papel e "vivemos uma ditadura do presente" é o título de uma entrevista que o ExpressoR fez ao catalão Javier Cercas. A ideia que passa e que está na imagem é muito interessante. E acrescenta: "Não há recompensa para o não, mas um homem que não mata quando deve matar salva-se, e salva-nos.(...)Mais de metade da Catalunha não existe para as pessoas que dirigem este país. E talvez nunca tenha existido.(...)Hoje, as pessoas voltam a sentir-se (...)

Dos Modismos no Escolar

04.11.19, Paulo Prudêncio
      Fui parar a uma entrevista de Agosto de 2016 de quem coordenou o perfil do aluno no final do 12º ano.  Regressei, pela enésima vez, a este post.  Começa assim:  A febre reformista no sistema escolar em Portugal não é nova: é mesmo imparável. O que é engraçado, e com o passar do tempo, é que vemos recuperar ideias antigas como se de grandes (...)

“Não sabia se tinha filmado uma conferência de nazis ou uns tipos banais a jantar”

“‘Meu Deus, homem, o que me estás a descrever não está longe das reuniões em que tu participas"

24.10.19, Paulo Prudêncio
  Até arrepia. "Alison Klayman acompanhou o maior estratega da direita populista, tido como decisivo na vitória de Trump, e deu por si a pensar se estaria a assistir ao reinício de um terror que a História viu surgir a meio do século passado. O documentário, que se chama “The Brink”, estreia-se esta quinta-feira no DocLisboa e a realizadora falou com o Expresso. “Como é que os nazis se tornaram nazis?”" Pode ler a entrevista aqui (...)

Para além das Culpas

13.09.19, Paulo Prudêncio
  Encontrar culpas pode ter um efeito prospectivo. Muitos escolhem os princípios de liberdade, igualdade e fraternidadeda revolução francesa para explicar os problemas de autoridade nas salas de aula, nomeadamente a transposição do conceito de igualdade para a relação do professor com os alunos. É impossivel resumir desse modo a complexidade de leccionar. Mas há questões que se colocam de forma simples e em dois domínios: o aluno deve ser "o outro" e não "o igual" para (...)

Política Contemporânea

04.09.19, Paulo Prudêncio
  Li, em tempos, no “Público”, numa interessante rubrica intitulada “"o discurso que nunca foi feito"”, um texto escrito de Gonçalo M Tavares intitulado "“sobre a politica contemporânea”". Escreveu duas epígrafes, uma de Harold Brodkey e outra de José Bragança de Miranda. A de José Bragança de Miranda diz assim: "“Sendo a politica um agir livre, tudo pode recomeçar, mas não de qualquer maneira nem em qualquer lugar"”. "“Tentandoultrapassar a espuma dos dias e ir (...)