Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Vi, Kobe!

27.01.20
  Foram 20 anos com muitas madrugadas para ver Kobe Bryant. Para além de tudo, Kobe era um visionário do jogo, um poeta do movimento, um prosador inigualável e tinha uma coragem única. Vi muitos momentos inesquecíveis e escolhi um vídeo de cerca de 3 minutos do seu último jogo. Veja e ouça, que vale a pena.  

Kobe Bryant (1978-2020)

26.01.20
    Não consigo acreditar. Que alguém diga que foi engano. Morreu Kobe Bryant, o mítico basquetebolista dos LA Lakers. Como comecei a acompanhar a NBA ainda Kobe não tinha nascido, e como sou adepto dos LA Lakers, segui com detalhe os 20 anos de carreira (18-vezes NBA All-Star) deste espantoso jogador. O jogador que mais me emocionou no basquetebol morreu hoje num acidente de helicóptero. Descansa em em paz, Mamba. PS: confirma-se a morte da sua filha Gianna, de 13 anos, que o (...)

Isabel Maria Sousa e Silva (1957-2019)

23.11.19
  É muito injusto que a Isabel nos deixe. Travou a batalha principal dos últimos cinco anos sempre com uma força incomum. Foi nessa fase que li os quatro volumes da obra superior de Elena Ferrante: "A Amiga Genial". E não havia dia que não associasse o título à Isabel. A obra de Elena Ferrante é fundamental para se perceber a história da Europa na segunda metade do século XX e nas duas primeiras décadas deste. E "A Amiga Genial" era corajosa, generosa e amava (...)

Recordando Manuel António Pina

03.03.19
      "A crise quando chega toca a todos, e eu já não sei se hei-de ter pena dos milhares de homens e mulheres que, por esse país fora, todos os dias ficam sem emprego se dos infelizes gestores do Banco Comercial Português que, por iniciativa de alguns accionistas, poderão vir a ter o seu ganha-pão drasticamente reduzido em 50%, ou mesmo a ver extintos os por assim dizer postos de trabalho. A triste notícia vem no DN: o presidente do Conselho Geral e de Supervisão daquele (...)

Mãe

15.04.18
      Nasceu em 15 de Abril de 1928 e morreu em 2 de Abril de 2018. Maria Isabel de Oliveira Trilho, a minha mãe, faz hoje noventa anos e mantém a aura de serenidade, leveza, resiliência, discrição e bondade.