Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

o estado gasta, em 2012, mais dois mil milhões em despesas intermédias

21.11.13
          A denúncia de Valdares Tavares, ontem na TVI, não é novidade, mas acentuou-se em 2012. «Quando se soma tudo aquilo que é comprado, bens, serviços, contratos, rendas, etc, dá uma verba que é praticamente igual à de pessoal», diz, questionando: «Como é que no ano de todos os sacrifícios, cortes de pensões, prestações sociais, etc, tivemos aqui esse aumento [dois mil milhões] tão grande».  Já se sabe há muito que a despesa com os consumos (...)

do desperdício de milhões

26.05.13
          A contratualização externa de software para os sistemas de informação do Estado está ao nível dos pareceres solicitados a grupos de "amigos" para estudarem o estudado ou semelhante ao apoio que os grandes escritórios de advogados fornecem ao Estado nas blindagens que o prejudicam nas PPP,s, por exemplo.   O outsourcing tem depauperado os cofres públicos e sem ganhos de eficiência. Não é sequer uma conclusão apenas do universo português.   O desenho dos (...)

ontem, no expresso

09.12.12
            Se a poupança é uma das principais conjugações a que deve obedecer uma sociedade que quer ter futuro, o desperdício em tecnologia é uma evidência e o sistema escolar inclui-se no desgoverno.   Para além dos conhecidos devaneios com o hardware, há todo o mundo de licenças de software vendidas por empresas comerciais de gestão escolar que agravam o despesismo, que não acrescentam conhecimento às instituições e que infernizam com hiperburocracia digital a (...)

lunáticos

10.02.12
    A última edição da revista Sábado dá conta de mais um desatino da parque escolar.sa. Com o empobrecimento em curso e com a concorrência bem estabelecida no mercado das actividades anunciadas na notícia, estavam à espera de quê?      

duas faces

28.01.11
              Na polémica público versus privado na Educação há duas perguntas não respondidas: É justa a privatização de lucros no ensino não superior (se fossemos um país civilizado, tirava o não superior)? É admissível que se contratem professores sem qualquer escrutínio público? A (...)

versão n do agarrem-me senão

15.01.11
      A rede de bibliotecas escolares teve uma virtude fundamental: o financiamento ajustava-se ao projecto de candidatura e o investimento era realizado directamente pela escola e não pelas DRE´s ou serviços centrais. Daí o seu sucesso inicial. Depois, e como é comum à traquitana do ME, transformou-se num amontoado de má burocracia.   As reduzidas aquisições de produtos que as (...)

no limite

04.01.11
    Os partidos políticos são essenciais e não se defende outra forma de democracia que sobreviva sem a sua existência. Os que criticam o estado actual de benesses ilimitadas nos corredores do poder sabem os riscos que corre a democracia com essas denuncias. A história mostra-nos que  foi desse modo que nasceram os homens providenciais.   Todavia, também se caiu em regimes totalitários por causa das oligarquias que se estabeleceram nas democracias. Temos de as denunciar e (...)