Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Da Meritocracia

22.06.22
O "excesso" de meritocracia, ou a meritocracia insensata e mergulhada no capitalismo selvagem, elimina a meritocracia como alicerce das sociedades democráticas do nosso tempo. É uma conclusão que vai ganhando força e que não é contraditória. E depois existe uma questão antiga que Michael J. Sandel, em "O que o dinheiro não pode comprar", sintetiza de forma simples e bem actual: "há valores que o mercado diminui ou perverte".

O Fim

30.12.20
Legenda do desenho: "a queda de Donald Trump...por ele próprio". O que mais impressionou na pandemia foi o discurso insistente de "está a correr muito bem" no meio de mortes, falências e desemprego. Isso, a inacção, as mentiras em catadupa e de forma estratégicamente assumida e o "américa, grande outra vez" para incentivar os seus milhões de fiéis eleitores. Espantoso! Desenho de "Chappatte, Para Le Temps, Lausanne, na Courrier Internacional"

Regresso às Aulas

26.10.20
(publicado em 19 de Julho de 2020). Antes de mais: o rating dos países determina a prosperidade. Com um bom rating, contrai-se dívida a juros e prazos muito favoráveis e prospera-se com défices baixos ou superavits. É um exercício que, e vê-se, não prevê longas quebras. O rating, ao contrário do que muitos pensam, não depende das riquezas naturais (olhe-se a Venezuela ou Angola). Decorre da consistência das legislaturas. É o que assegura investimentos, em paralelo com as (...)