Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Só há 20 Professores no Escalão Máximo?

26.11.19
  O relatório anual do Conselho Nacional de Educação conclui, com os dados da imagem, que só havia 0,02% (20 para 100 mil?) de professores no escalão máximo. Estranha-se. Este escalão registou, por lei, zero professores durante anos a fio. Começou a receber professores com os descongelamentos. E só recebeu 20 em qualquer altura inicial? É "impossível". Bem sei que "dava jeito" à justa defesa dos professores. Mas o número seria 0% ou numa percentagem, no mínimo, de uns 4 a 5 (...)

Finalmente, o Discurso Oficial Reconhece o Problema

07.11.19
  Ouvi (08h00 na Antena1) a presidente do Conselho Nacional de Educação dizer que é necessário agir em relação à indisciplina escolar afirmando que "a pequena indisciplina está a crescer". Finalmente, o discurso oficial reconhece o problema embora falte perceber quais as acções necessárias: se se quer mudar mesmo como identificam os estudos (e as realidades confirmam) ou se, pelo contrário, se mantêm os pilares do neoliberalismo acrescentados ainda de mais ruído: "Chumbar um aluno “não serve para nada”, diz presidente do Conselho Nacional de Educação" (...)

Por que é que reprovam tantos alunos?

25.11.18
      Quem lê o relatório "Estado da Educação 2017" do Conselho Nacional da Educação (da Educação, sublinhe-se) conclui que a culpa por reprovarem tantos alunos está na escola. E o debate à volta dos números elevados, e eternos, do insucesso e abandono escolares (3 crianças em cada 100, logo no 2º ano) apontou a causa que originou a perplexidade de muitos: organização do 2º ciclo. O CNE nunca debate a educação não centrada na escola e é uma pena. Portugal tem, (...)

O CNE e o eterno retorno

21.11.18
    Até parece que adivinhava a mediatização do relatório "Estado da Educação 2017" que o Conselho Nacional da Educação (CNE) deu hoje a conhecer. É que ainda ontem fiz um post sobre o silêncio do CNE. Há uma preocupação com o insucesso escolar elevado. Do que li, só detecto causas na escola. Ou seja, em Portugal não existe sociedade. A educação é a escola e ponto final. Discordo. Um CNE deve reflectir sobre a educação e não apenas sobre a escola. Voltarei ao (...)

recuemos a 2013 para explicar a polémica dos alunos por turma

04.04.16
      Têm-me solicitado que explique melhor os mais 750 milhões de euros por ano motivados pela redução de alunos por turma.   Imaginemos que, em 2013, Nuno Crato não era ministro e se candidatava a director de uma escola. Com o modelo em curso, Nuno Crato, para quem "uma turma com 30 alunos pode trabalhar melhor do que uma com 15. Depende do professor e da sua qualidade", teria todo o apoio do