Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Afinal, Não Faltam Professores

O que existe, diz o ME, tem a mesma dimensão dos anos anteriores

18.10.19
  De acordo com uma nota informativa do Ministério da Educação, não há qualquer falta de professores. O que existe, diz o ME, tem a mesma dimensão dos anos anteriores (em que já faltavam professores; afinal, e provavelmente, também não). Ou seja, a situação só se agravou nos concelhos mais atingidos pela subida dos preços no aluguer de casas ou quartos associada aos horários incompletos que são colocados a concurso e que originam salários ainda mais baixos. Tudo o (...)

Concursos de Professores Facultativos?!

16.09.19
  Concursos de professores facultativos, só para quem queira mudar de escola, como uma novidade? Mas sempre foi assim e continua a ser. Concorrer sempre foi uma possibilidade voluntária para professores do quadro que queiram mudar de escola. E durante décadas foi um concurso anual. Só no 1º Governo de Sócrates é que se passou a realizar de quatro em quatro anos.

Da memória e da falta de professores

15.12.18
    Já lá estamos. Se ler o que se segue, identificará o sítio onde nos apressamos a chegar.   Em 27 de Fevereiro de 2018 escrevi assim:   A OCDE concluiu que há professores na Europa a precisar de tutorias e há quem pense de imediato em Portugal(...). Discordo. Há países onde já não há professores, tal os tratos a que o grupo (...)

concursos de professores e a ilusão dos números

01.06.18
      "O número de professores que requereu a reforma é o mais baixo de sempre", concluía-se novamente num debate radiofónico. A causa está identificada: idade da reforma aos 66 anos com penalizações indecorosas nas antecipações, num grupo profissional que se reformava entre os 56 e os 58 (52 no pré-escolar e 1º ciclo) com 35 anos de serviço. Como a degradação da carreira está inamovível - contagem do tempo de serviço, componente não lectiva em modo inútil, (...)