Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Do homem médio (2)

12.02.24, Paulo Prudêncio
Contactei a primeira vez com a formulação em título nos conselhos, sensatos para aquele contexto, diga-se, para sobreviver nos comandos: não te distingas, sê discreto e passa o mais possível despercebido. Vem isto a propósito dos especialistas que aconselham a enésima reforma de sentido único do estado social e para a conversão à absolutização da estatística. A sugestão para o tempo militar não subscreveu os modelos do tipo BPN ou BES. Nem as instâncias internacionais de (...)

Sintaxe e Semântica (2)

03.11.22, Paulo Prudêncio
O texto de John Searle, do livro "Mente, Cérebro e Ciência", ajuda a explicar o desinvestimento (que também se expressa nas inutilidades burocráticas estimuladas pelo poder central) na escola pública. Fica-se com a ideia que os sucessivos governantes não conhecem a semântica que envolve as escolas portuguesas: ficam, quando muito, pela sintaxe. Ora leia.  (...)

O Universo Tem Fim?

24.07.22, Paulo Prudêncio
É uma resposta impossível até para a cosmologia observacional. Mas há questões terrenas que não deviam levantar o mesmo tipo de impossibilidade.

Sintaxe e Semântica

08.05.22, Paulo Prudêncio
O texto de John Searle, do livro "Mente, Cérebro e Ciência", ajuda a explicar o desinvestimento (que também se expressa nas inutilidades burocráticas estimuladas pelo poder central) na escola pública. Fica-se com a ideia que os sucessivos governantes não conhecem a semântica que envolve as escolas portuguesas: ficam, quando muito, pela sintaxe. Ora leia.  (...)

Semântica e Sintaxe

30.04.21, Paulo Prudêncio
O texto de John Searle do livro "Mente, Cérebro e Ciência" ajudar a explicar o desinvestimento (que também se expressa nas inutilidades que o poder central exporta incessantemente) na escola pública em Portugal. Fica-se com a ideia que os sucessivos governantes não conhecem a semântica que envolve as escolas portuguesas: ficam, quando muito, pela sintaxe. O (...)

A Ciência e a Europa Estão de Parabéns!

06.12.20, Paulo Prudêncio
  A ciência e a Europa estão aprovadas na prova da covid-19. A ciência conseguiu, em menos de um ano, credibilizar a possibilidade da vacina com a preciosa ajuda dos voluntários para testes e a Europa transmitiu uma ideia de unidade que é uma esperança para o futuro. Mas nem tudo tem corrido bem na Europa, a começar pelo veloz marketing político. Por exemplo, ouvi, anteontem, um especialista de um dos países do sul do continente dizer que o balanço é positivo e usar o (...)