Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Feliz Natal, Feliz Ano Novo e Aquele 2024.

20.12.23
Viva. Apesar das crises mais diversas e da injustiça de não termos por cá todos os familiares e amigos, inscrevemos sempre o dever da esperança. À inevitabilidade da finitude, respondemos com o privilégio de viver cada um dos dias. Os calendários apelam à memória. Querem registos. Daí também a escrita. Gosto desse exercício e particularmente da que eleva a igualdade justa para indivíduos livres. Obrigado por passar por aqui. Tenha um bom Natal, se for caso disso, uma boa (...)

Feliz 2022

19.12.21
Bom Natal e um feliz 2022. Sabemos da pandemia e das nuvens carregadas no planeta, mas os humanos reinventam-se, respondem com esperança e fazem de cada um dos dias uma qualquer eternidade. Desejos de saúde e de muitas felicidades. Obrigado por passar por aqui. 

Feliz 2021

19.12.20
Boas festas.  Sabemos da pandemia, como se já não bastasse a crise do planeta e a injustiça de não termos por cá todos os familiares e amigos, mas inscrevemos o dever da esperança. À inevitabilidade da finitude, respondemos com o privilégio de viver cada um dos dias e com a preciosidade do tempo; é a humana imortalidade. A criação dos calendários eleva-nos a memória. Quer registos. Daí também a escrita. Gosto desse irresistível exercício e aprecio a resiliência que se (...)

Feliz 2020

19.12.19
  Boas festas. Sabemos da crise do planeta, e da injustiça de não termos por cá todos os familiares e amigos, mas há o dever da esperança. A condição humana, e a preciosidade do tempo associada à inevitabilidade da finitude, remete a imortalidade para a possibilidade inigualável de viver cada um dos dias. A invenção dos calendários eleva-nos a memória e as viragens obrigam à reflexão que reforça o imperativo da escrita. Obrigado por passar por aqui. Tenha um bom Natal e (...)