Em busca do pensamento livre.

Domingo, 31.12.17

 

 

 

30993274873_07e7345aa9_o

Um bom 2018 a quem passar por aqui. 



publicado por paulo prudêncio às 14:25 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar

Terça-feira, 19.12.17

 

 

 

36918995372_4777588b86

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boas festas e um feliz 2018.

Sou um optimista. Um blogue com catorze anos de publicações diárias exige a conclusão. Apesar de inúmeras vozes inscreverem a crise ética das "sociedades ocidentais", há o dever de tentarmos um mundo melhor. Depois, existe o imperativo da escrita que me surpreende quando olho para os números dos caracteres registados. São duas explicações da não desistência.

Tenho ficado mais pelo blogue. Se a sua visita é de boa vontade, o post é também para si. O mesmo acontecerá no twitter ou facebook, onde, por contenção de procedimentos, tenho uma presença cada vez mais espaçada. Aliás, se falhar, por exemplo, as mensagens nos aniversários é simplesmente por isso. Mas o que importa, é que 2018 nos transporte para uma eternidade que se consolide na aventura de viver cada um dos dias.

Obrigado por passar por aqui.

Divirta-se e seja feliz em 2018.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 16:59 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Sábado, 31.12.16

 

 

 

9822610_hSpaH

 



publicado por paulo prudêncio às 18:14 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quinta-feira, 22.12.16

 

 

Captura de Tela 2016-12-22 às 13.33.38

 

Iniciei o blogue em 2004 e percorri os posts de Boas Festas. Guardo muito boas memórias deste blogue. Ainda ontem conversava sobre o desaparecimento dos postais analógicos de boas festas. A actualidade vai assumindo a voracidade da simplificação. Se a atmosfera relacional tem contorno diferentes, as emoções resistem às tendências e ligam as pessoas aos sentimentos de amizade e de respeito pelo próximo.

Dei uma volta por 2016. Em termos de saúde, que é afinal o mais importante, as notícias foram positivas. Em termos profissionais, foi mais um ano muito interessante na defesa da escola pública como valor inalienável da democracia e do Estado de direito.

Escolho sempre um vídeo significativo para este tipo de entradas. A esperança e o optimismo são recomendáveis. Quem veio ter aqui por acaso deve ver e ouvir o vídeo e, se for uma pessoa de boa vontade, pode crer que o que ficou escrito é para si também. Obrigado por passarem por aqui e por lerem.

Fique com o Time dos "Pink Floyd".

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 13:47 | link do post | comentar | ver comentários (15) | partilhar

Quarta-feira, 30.12.15

 

 

 

 

15892400_SLdTc.jpeg

 

 

Gosto de ter um blogue e existem possibilidades relacionais com as redes sociais que doutro modo seriam improváveis. Uso esta forma, o email, para desejar as boas festas a familiares, amigos de sempre ou mais recentes, reais ou virtuais e também a quem passe pelo blogue, twitter ou facebook. Se o leitor não está com pressa, e mesmo que não nos conheçamos, vá até ao fim que a edição é dedicada a quem anda no mundo com boa vontade.

 

A actualidade assumiu a voracidade da simplificação, a atmosfera relacional tem contorno diferentes, mas as emoções resistem às tendências e ligam as pessoas aos sentimentos de amizade e respeito pelo próximo.

 

Percorri o ano.

 

Em termos de saúde, que é afinal o mais importante, as notícias foram positivas.

 

Em termos profissionais, e pensando no mote principal do blogue, mantém-se inabalável a defesa constitucional da escola pública como instrumento da igualdade de oportunidades. As perplexidades derivadas da invasão de práticas neoliberais merecem dois comportamentos: firmeza e paciência.

 

Escolho um vídeo que o meu pai gostasse de ouvir. Sou adepto da esperança e "Hope of deliverance", do ex-Beatle Paul McCartney, cumpre a opção.

 

Boas festas e aquele 2016.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 20:54 | link do post | comentar | ver comentários (8) | partilhar

Quarta-feira, 31.12.14

 

 

 

A memória regista acontecimentos de sinal contrário e o olhar para cada ano não foge a essa condição. A saúde dos mais próximos instituiu um ano agradável e só se pode desejar o mesmo para 2015.

 

A actividade cívica continua, e continuará, marcada pela luta em defesa da escola pública. Sei que não é um exercício fácil, mas há muito que percebi que o belo é "sinónimo" de difícil. Ao longo dos anos estabeleci interessantes relações de amizade e isso é precioso.

 

Escolho para estes posts um vídeo que o meu saudoso pai gostasse de ouvir. Sou adepto da esperança e "Hope of deliverance", do ex-Beatle Paul McCartney, cumpre essa opção. Escolho-o pela terceira vez e não será por acaso que o optimismo se colou à pele.

 

Boas festas e que 2015 seja o ano de viragem para um país que não envergonhe a democracia que tanto nos tem custado a preservar.

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:31 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar

Sexta-feira, 20.12.13

 

 

 

 

Já lá vão uns anos a utilizar este modo de desejar as tradicionais Festas Felizes aos que passam por aqui e às pessoas que constam da lista de emails que fui organizando no blogue. Acima de tudo, deseja-se que 2014 nos ilumine de alguma forma. Os tempos são o que são e a saúde será sempre o bem mais precioso.

 

Passei uma semana algo cansativa, pois para além das tarefas profissionais desdobrei-me em conversas sobre Educação. O estado da escola pública é o que se conhece. Este vórtice que acelera o tempo e que nos faz andar muito e depressa também nos remete para uma espécie de círculo: o ponto de chegada assemelha-se ao de partida. Contudo, um optimismo, mesmo que algo realista, deve acender a palavra que nunca nos devemos cansar de repetir: esperança.

 

Boas festas e um feliz 2014.



publicado por paulo prudêncio às 14:30 | link do post | comentar | ver comentários (50) | partilhar

Sábado, 22.12.12

 

 

 

 

 

 

Tornou-se uma rotina recorrer a um post para significar as boas festas. Não é por uma qualquer racionalização que uso esta forma de ajustamento para os desejos de boas festas. É um post escrito com algum vagar e com a alma que sou capaz. Se o leitor não está com muita pressa, e mesmo que não nos conheçamos, vá até ao fim que a edição é dedicada a quem anda no mundo com boa fé.

 

A memória regista acontecimentos de sinal contrário e o olhar para cada ano não foge a essa condição. A saúde dos mais próximos instituiu um ano com poucas razões de queixa e só se pode desejar o mesmo registo para 2013.

 

A actividade cívica continua, e continuará, marcada pela luta em defesa da escola pública. Sei que este exercício não é fácil, mas percebi cedo que o belo é "sinónimo" de difícil. É uma actividade que requer muita informação e comunicação. Cansa um bocado. Ao longo dos anos estabeleci fortes e intensas relações com os meus amigos, mas nos últimos meses recorri a uma acentuada reserva por motivos que não me interessa invocar e até porque sei que são compreendidos.

 

Escolho para estes posts um vídeo que o meu saudoso pai gostasse de ouvir. Ele ouvia os Beatles e não escaparia à audição do vídeo que escolhi pela segunda vez. Sou adepto da esperança, "Hope of deliverance", do ex-Beatle Paul McCartney, cumpre essa opção e não será por acaso que o optimismo se colou à pele.

 

É uma combinação de esperança e de salvamento. Enquanto escrevo, ouço-o e emociono-me. Espero que vos contagie.

 

Tinha dezoito anos quando abandonei a família, os amigos e a cidade que me viu nascer. A bagagem transportava o estritamente essencialos bolsos arrecadavam 50 florins holandeses (dois euros e meio) e aqui estou.

 

Boas festas e que 2013 seja o ano de viragem para um país que não envergonhe a democracia que tanto nos tem custado a preservar.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 10:50 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar

Sábado, 31.12.11

 

 

Um grande 2012 para quem passar por aqui.

 



publicado por paulo prudêncio às 17:43 | link do post | comentar | ver comentários (10) | partilhar

Segunda-feira, 26.12.11

 

 

 

A agenda analógica descontinuou-se e os postais de boas festas não se comoveram com a saúde económica dos CTT. A actualidade assumiu a voracidade da simplificação, a atmosfera relacional tem contorno diferentes, mas as emoções resistem às tendências e ligam os corpos aos sentimentos de amizade e de respeito pelo próximo; e ainda bem.

 

As tecnologias electrónicas encarregaram-se de transportar as mensagens de fraternidade e de esperança; primeiro o email, depois os sms´s e agora as redes sociais.

 

Desde 2004 que envio os desejos de boas festas através dum post dedicado como este. Não recebo postais em papel e chegam emails e sms´s. Gosto do que enviam, respondo sempre, mas decidi: faço esta entrada com a alma que sou capaz e aviso quem consta da lista de endereços electrónicos.

 

Percorri o ano. Em termos de saúde, que é afinal o mais importante, as notícias foram positivas. Uma ou outra situação mais difícil para as que me são mais próximas, mas os desfechos foram felizes e animadores.

 

Em termos profissionais foi um ano muito interessante. No que toca à conhecida luta dos professores, houve resultados para todos os gostos. Saboreámos difíceis vitórias misturadas com derrotas estranhas. A escola de Santo Onofre continua a saga negativa, reconhecida publicamente pelos autores da façanha, que se iniciou em 2009 com uma intervenção governativa desastrada que contou com uma minoria que a apoiou. A escola tem 18 anos e passa por um devaneio próprio da idade. Entrará na fase adulta e deverá reencontrar-se com o seu orgulhoso passado.

 

Escolho sempre um vídeo significativo para este tipo de entradas. Respeito os gostos do meu saudoso e querido pai, um ser apaixonado pela música.

 

Fiquem então com o Cat StevensFather and Son - e façam de 2012 aquele ano. A esperança e o optimismo são armas invencíveis. Quem veio ter aqui por acaso deve ver e ouvir o vídeo e, se for uma pessoa de boa vontade, pode crer que o que ficou escrito é para si também.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 21:45 | link do post | comentar | ver comentários (88) | partilhar

Sexta-feira, 31.12.10

 

 

É a quinta vez que recorro a um post para significar as boas festas. Mesmo que não me conheça, pode ir até ao fim que não será excluído. Não é por economia que uso esta forma de homenagear os amigos e tento que as mensagens tenham alma.

 

Já quase que não recebo postais de boas festas via CTT e responderei aos mails que entrarem. Os sms ficam para a proximidade das duas datas que se vão festejar.

 

Quando se faz um balanço do ano, a memória regista acontecimentos de sinal contrário. A saúde dos mais próximos, por exemplo, não instituiu um ano em cheio; pelo contrário. Só se pode desejar melhoras para 2011.

 

O meu exercício profissional continua marcado pela luta em defesa do poder democrático da escola. Desta vez existe uma amargura especial. É comum vibrarmos pouco com o sucesso dos outros e tento corrigir-me nesse estado da condição humana. Também não é muito aconselhável fazermos dos obstáculos alheios, problemas nossos. E também não sei se é por ter uma filha jovem adulta. Tudo isto para vos dizer que me tem incomodado a atmosfera sombria que paira sobre o futuro de muitos jovens professores; já não bastava a perseguição aos mais velhos. 2011 prolongará de forma concludente o estado de desesperança que se abateu, desde 2006, sobre os professores.

 

É hábito escolher um vídeo que o meu saudoso pai gostasse de ouvir. Como ele apreciava os Beatles, não deveria enjeitar uma ou outra audição do vídeo que vos proponho. Fui à procura da esperança. "Hope of deliverance", de Paulo McCartney, mereceu a minha opção. Uma espécie de mistura de esperança e de salvamento que dedico, com toda a emoção, aos que têm várias razões para estarem apreensivos. Sei o que é abandonar um país com direito a uma mala, com o peso máximo de 25 Kgs, e com 50 florins holandeses (dois euros e meio) no bolso e aqui estou. A esperança e a perseverança movem montanhas. Que tenham todos umas boas festas e que 2011 seja um ano que marque a recuperação de uma escola que não envergonhe a democracia que tanto nos custa a preservar.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:18 | link do post | comentar | ver comentários (73) | partilhar

Sexta-feira, 24.12.10

 

 

O vídeo de José Afonso.

 



publicado por paulo prudêncio às 15:25 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 31.12.09

 

 

 

Recordo-me da ajuda da agenda analógica nos escritos de umas duas ou três dezenas de postais que significavam aos meus familiares e amigos a estima que tinha por eles, com os desejos de dias ainda melhores, e que também contribuíam para a saúde económica dos CTT. A actualidade é o que se pensa conhecer mas a voracidade da simplificação não consegue arrefecer-nos o coração. É mesmo caso para dizer: as emoções humanas resistem às tendências mais-nano e ainda bem. E as amigas e os amigos são aquelas preciosidades únicas e a quem os gestos mais vulgares podem ter um acolhimento que vá ao osso dos sentimentos.

 

Na última década do século passado, a vertigem das tecnologias foi substituindo o suporte destinado à fraternidade e à boa esperança. Primeiro o email, depois os sms´s e agora as redes sociais.

 

Desde que tenho este blogue que decidi enviar os tradicionais desejos de boas festas através de um post dedicado. Recebo um número reduzido de postais tradicionais, vários emails e sms´s e mensagens nos twitter´s e afins. Gosto de tudo o que enviam, mas já me decidi: faço esta entrada com toda a alma e aviso os que fazem parte da minha lista de email´s da sua existência.

 

Antes de vos escrever esta mensagem, percorri o ano. Assim de repente, quer em termos pessoais quer em relação aos mais chegados, nada de muito grave aconteceu. Uma ou outra maleita que não era habitual, mas nesta altura até isso vai para trás das costas. Houve até momentos para comemorar, com particular significado o brilhantismo académico da minha filha Filipa.

 

Em termos profissionais nada de significativo a realçar no domínio mais pessoal. Já no que toca à conhecida luta dos professores, verificaram-se desfechos para os mais variados pontos de análise. Saboreámos algumas difíceis vitórias. Todavia, não posso deixar de referir aquela que será sempre a escola da minha vida: a mediatizada Santo Onofre. Já leccionei em treze, mas foi nesta que estive mais tempo e onde tive o privilégio de dirigir durante quase um década uma instituição pública dedicada ao ensino. A escola tem 16 anos e uma bela e significativa história. Passa por um devaneio, quiçá próprio de uma sempre imprevista adolescência. Daqui a uns anos entrará na fase adulta e espera-se que se reencontre com o seu reluzente passado.

 

Escolho sempre um vídeo significativo para este post. Em regra faço-o a pensar nos que já cá não estão. Também é hábito este exercício ser comandado pelos gostos do meu saudoso e querido pai, um ser apaixonado pela música.

 

Fiquem então com o Nat King Cole - When I Fall In Love - e façam de 2010 aquele ano. Se veio ter aqui por acaso, olhe: se é uma pessoa de boa vontade, tudo o que ficou escrito é para si também.

 



publicado por paulo prudêncio às 18:00 | link do post | comentar | ver comentários (54) | partilhar

Quarta-feira, 31.12.08

 

 

E que tal esta generosa proposta para 2009?

 

Tem 4.29 minutos mas vale a pena ir até ao fim. A mensagem é muito interessante.

 

Ora clique.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:58 | link do post | comentar | ver comentários (7) | partilhar

Domingo, 21.12.08

 

 

É o terceiro ano consecutivo que recorro a esta forma de significar aos meus amigos e amigas os desejos de boas festas e de um feliz 2009.

 

É certo que responderei aos mails e sms que me chegarem, mas não terei a iniciativa de usar esse modo de festejar a nossa existência e de exprimir uma reconhecida amizade: ou seja, vou informar as pessoas da minha lista de emails da existência deste post e com essa atitude remeto-me para uma poupança de correspondência.

 

Bem sei que os amigos e amigas são especiais e que mereciam uma relação mais individualizada. Mas sabem que procuro fazê-lo no quotidiano e sei que cada uma dessas preciosidades se sentirá por aqui em modo exclusivo. 

 

Foi um ano em cheio em termos pessoais. São muito poucas as lembranças desagradáveis. Assim de repente, só a doença súbita de um dos amigos mais chegados é que me traz uma recordação mais sofrida. Mas já melhorou.

 

Em termos profissionais já não posso dizer o mesmo. A luta dos professores consumiu muito do meu tempo e nesta altura do ano leio estudos que indicam um forte e generalizado afastamento dos professores portugueses da sua profissão. E isso deixa-me muito triste. Como me entristece os maus tratos a que tem estado sujeita a escola pública portuguesa. E o mais grave é que todos esses desmandos saíram da vontade do partido político onde se situa o meu ideário ideológico: o partido socialista.

 

Mas não podemos perder a esperança. Seria um pouco arrogante dizer-se que os professores venceram em toda a linha: aqui, que ninguém nos ouve, até o podemos fazer com o orgulho estampado no rosto e com a certeza de que até sabemos alguma coisa daquilo que falamos. Mas há ainda um longo caminho a percorrer.

 

O ano virará e voltarei cheio de esperança em dias melhores.

 

Fui à procura de um vídeo de natal que absorvesse estes estados de alma e que se relacionasse com os natais da minha infância e adolescência.

 

E é isso que vos dedico: um vídeo filmado em New Orleans (cidade que se levanta depois de uma mais do que cruel tempestade), com sons do músico favorito do meu pai, Louis Armstrong (e deste modo celebro também a histórica vitória de Obama), numa composição de 3 miniutos alusiva à época natalícia e numa imagem parecida com a que retenho das épocas que vos falei: partilho convosco as memórias de alguns dos meus natais e desejo-vos que façam deste e dos que se seguirem momentos tão belos como aqueles que vivi. Farei o mesmo com os meus.

 

Para todos os que casualmente passarem por aqui e que eu não tenha o privilégio de conhecer, ficam a saber: quem vive de boa fé é sempre destinatário deste tipo de mensagens.

 

Ora clique.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 18:40 | link do post | comentar | ver comentários (50) | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
São muitos e a avaliação blá, blá, blá :)
Nem mais. Era interessante uma discussão pública s...
Nem mais. 20340 :)
o PR em relação a outros casos (médicos, enfermeir...
Mas a avaliação não ser por pontos revelou-se desv...
20315 cerca de 24 horas depois das 20000, é um sin...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676