Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

tempos sem norte

31.07.11
        Dá ideia que a encruzilhada ocidental está sem receita. Estamos estonteados e apenas os gananciosos conhecem o caminho que lhes é habitual.   A crise da escola é antiga. Está num auge e adequada aos tempos. A contradição mais evidente é uma espécie de bússola desmagnetizada. Por um lado, pedem-se mais políticas de mérito para todos (alunos professores e funcionários) e por outro advoga-se a necessidade de inclusão. A organização é avaliada, (...)

no meio de nós

29.06.11
    Os nossos ês já não cabem nos dedos de uma mão. Ao eduquês associaram-se o economês, o justicês e por aí fora. É uma praga de linguagem bem pensante e sedutora que inferniza a sociedade.   O bullshit também se instalou nos nossos comentadores como se vê sempre que o assunto é a avaliação de professores. Mesmo que nada saibam sobre o que acontece nas escolas, debitam uma (...)

para chegar a grande é preciso somar inúmeros pequenos

08.05.11
              A avaliação externa promove a ineficiência e dá um forte contributo para o mergulho na papelada inútil que alimenta o metabolismo das nossas escolas e que atinge um pico patológico no final dos períodos lectivos ou nas semanas que antecedem a presença dos ditos avaliadores - as impressoras costumam gemer de tanto fumegar -.   Mas não se podia fazer de outro modo? (...)

cinco anos depois

13.03.10
        Custe o que custar, ou seja, com a possibilidade de se remeter o que vou escrever a seguir para o domínio da subjectividade por parte dos que advogam em sentido contrário, temos de concluir: estamos numa fase alta das consequências da ofensiva pública do anterior governo contra os professores portugueses. A questão do momento tem uma simples formulação e uma difícil solução: quanto tempo vai demorar a reerguer a escola pública?   Ninguém sabe quantos anos (...)