Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Um Retrato do 25 de Abril

29.05.21
"Em Portugal sabiam tudo, não tinham dúvidas e nem sequer podíamos fazer perguntas. Cheguei a Londres, fui investigar com os melhores do mundo e eles nada sabiam, estavam cheios de dúvidas e ávidos de quem os questionasse", foi mais ao menos assim que a investigadora da área de medicina descreveu a mudança da Faculdade de Medicina de Lisboa para o mais conceituado centro de investigação, na Grã-Bretanha, durante a ditadura portuguesa (finais dos anos sessenta). É um retrato (...)

O Correntes Faz Hoje 17 Anos

25.04.21
O que seria da humanidade sem as utopias, as generosidades, os desapegos ao poder e as tolerâncias que estabelecem limites éticos e democráticos. Gosto muito do 25 de Abril porque lhe reconheço esses ideais que incluíram acções elevadas nos momentos difíceis e decisivos. Alguns países prosperaram, e reduziram as desigualdades, depois de revoluções históricas, mas precisaram de tempo e de determinação. E o 25 de Abril - a Revolução dos Cravos - integrará a história (...)

O Correntes Faz Hoje 16 Anos

25.04.20
Gosto muito do 25 de Abril e revejo-me nos ideais desse dia único na história da Europa. Foi um lema para a vida. O 25 de Abril devia constar na história universal da humanidade como uma lição que elevou a liberdade ao valor fundador que incluiu o respeito pela liberdade dos outros e pelo direito à discordância. Comemorar o 25 de Abril é homenagear uma revolução que trocou o sangue por cravos. O meu blogue "Correntes (da pedagogia e em busca do pensamento livre)" faz hoje 16 (...)

O Correntes faz hoje 15 anos

25.04.19
    O "Correntes (em busca do pensamento livre)" faz hoje 15 anos e mantém um registo diário de publicações. Ter um blogue transformou-se numa segunda pele. 25 de Abril foi uma escolha significativa para o começo, com a liberdade de expressão como constante editorial. Nestas alturas, apela-se à participação cívica dos mais jovens com críticas às diversas formas de nepotismo. Mas é importante sublinhar que ainda é incómoda a condição de cidadão livre e com opinião e (...)

Um retrato do 25 de Abril

24.04.18
      "Em Portugal sabiam tudo, não tinham dúvidas e nem sequer podíamos fazer perguntas. Cheguei a Londres, fui investigar com os melhores do mundo e eles nada sabiam, estavam cheios de dúvidas e ávidos de quem os questionasse", foi mais ao menos assim que a investigadora da área de medicina descreveu a mudança da Faculdade de Medicina de Lisboa para o mais conceituado centro de investigação, na Grã-Bretanha, durante a ditadura portuguesa (finais dos anos sessenta). É um (...)