Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

as marchas do silêncio

04.03.13
      Passei o 2 de Março nas Caldas da Rainha, mas vou lendo que o silêncio marcou as grandes manifestações em Lisboa e no Porto. Dá ideia que as pessoas caminhavam desesperançadas e que carregavam o desânimo. Mais do que contar quantos eram (ninguém duvidará que foi uma manifestação histórica), importa que quem governa escute o silêncio antes que expluda o funil da civilidade.    

o 2 de março nas caldas da rainha

02.03.13
        Começou cedo, 14h30, o 2 de Março de 2013 nas Caldas da Rainha. Foi das cidades onde a organização manteve durante mais tempo a lição de civismo. Foi uma tarde bem passada e que correspondeu ao espírito de protesto que se viveu em todo o país.         Por volta das 15h00 na Praça 25 de Abril (onde se montou o palco).     

impressionante e um sério aviso

02.03.13
      A manifestação de 2 de Março de 2013 está a cumprir o prometido e é um marco histórico neste tipo de protestos. É um impressionante grito de unidade e uma lição de civismo. Os números são inequívocos: estamos na presença da maior manifestação da História. Mais do que isso: o ambiente de protesto é uma lição e um sério aviso que deve ser escutado com toda a atenção.    

já vai longa

20.02.13
        A luta já vai longa, como se previa, e a repetição do óbvio nunca é um risco; é um dever. O que mais impressiona nos teóricos da direita, nos do sistema escolar também, é o silêncio ou a defesa do direito à palavra contra a "A Grândola, Vila Morena". Francamente: não é nada disso que está em causa. Quem os viu e quem os vê. Era algo que se percebia, mas surpreende a generalização. E surpreende tanto como o aparecimento indignado, oportunista e apontador de (...)