Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Perplexidades

01.12.19

 

IMG_0915.jpeg

 

"Há 30 anos caiu a barreira que dividia Berlim, mas as divisões entre nações não acabaram. Os últimos tempos demonstram que as políticas nacionalistas regressam em força, milhares de quilómetros de vedações foram erguidos e, aos poucos, até as divisões mentais se acentuam, através da proliferação do medo e da raiva. Perceber como nos temos dividido, tantas vezes sem nos darmos conta, é essencial para compreender as mudanças que abalam o mundo", escreveu Tim Marshall (Novembro 2019). E é o aumento dessas divisões mentais, algumas subtis e "invisíveis", que é imperativo identificar neste tempo de proliferação de muros "sem que alguém dê mostras de sentir, de facto, vergonha sincera por isso". A escola portuguesa, e num exemplo invejado pelos professores dos restantes países da Europa, tinha um clima democrático, conquistado desde Abril num memorável momento de derrube de muros, que não só se foi perdendo como deu lugar à referida "proliferação do medo" (e da revolta contida). Basta pensar na avaliação kafkiana e neoliberal de professores, que mistura farsa com cotas e vagas e abre espaço à parcialidade e ao medo, e nos muros que se instalaram e que determinam a progressão salarial dos professores (agora, estão desacreditados os discursos "oficiais" preocupados com a crescente falta de professores, com a precarização ou com o aumento da idade para a reforma). E a avaliação desse clima é, naturalmente, diferente se o exercício profissional incluir a sala de aula. É recente um "estudo" sobre a nova lei da inclusão em que dois grupos de professores, com e sem (ou quase) sala de aula, ergueram uma divisão com opiniões diametralmente opostas sobre as realidades. E há muitos exemplos da mesma família. São perplexidades crescentes de uma actualidade insustentável que, tarde ou cedo, será objecto de uma qualquer implosão.

Imagem: Muros em Pompeia.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.