Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Os Professores e As Esperas

13.02.19

 

 

 

O PR vetou a recuperação parcial do tempo congelado e apelou à criatividade. O Governo disse que reabrirá negociações. Faça-se um aviso técnico em tom irónico: não há preparação para apurar com rigor quanto custa a recuperação total do tempo de serviço; não vale a pena esperar pelos números.

O tempo passa e nada acontece. Entretanto, aumenta a frequência de notícias com a falta de professores. E era fundamental que a sociedade conhecesse o desprezo profissional a que estão votados os professores que aceitam as contratações. Só a falta de alternativa, e o desejo de não abandonar o país com filhos em idade escolar, atenua a tragédia. O desespero atinge o sistema e a carreira dos professores não recebe um único sinal de atractividade nem vislumbra um mínimo conhecimento audível da realidade por parte do poder político (do PR à Assembleia e passando pelo Governo). A exaustão até atingiu os denominados movimentos independentes e não se julgue que é um indicador que deve tranquilizar o mainstream. Há uma revolta contida que reacenderá a qualquer momento.

""Final dramático do ano letivo". Professores ameaçam não dar aulas nem notas. Alunos do 12.º ano sem aulas no 3.º período ou um ano sem avaliações finais são medidas propostas pelos professores caso o Governo não negoceie a recuperação do tempo de serviço este período."

Unknown