Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

lâmpada

18.06.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma lâmpada cheia de azeite vangloriava-se,

uma noite, perante os que passavam ao pé de si,

que era superior à estrela da manhã,

pois projectava uma luz mais forte que todas.

De repente, sacudida por um sopro de vento

que se levantou, apagou-se. Alguém, que a reacendeu,

disse-lhe: "Brilha, mas deixa-te estar calada, ó lâmpada;

a luz dos astros, essa, não morre".

 

 

Bábrio

 

 

 

 

Antologia da Poesia Grega Clássica.

Tradução e notas de Albano Martins.

Lisboa, Portugália Editora, 2009. p. 465.

(1ª edição em 28 de Novembro de 2010)