Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

"Gostava de Saber Quem Foram os Epidemiologistas que Contrariaram o Encerramento Das Escolas"

19.01.21

Captura de ecrã 2021-01-19, às 07.53.28.png

Parece que os especialistas em educação em que o PM se baseou para a decisão política foram representantes dos "pais e dos dirigentes escolares". Vamos lá repetir e exigir a estes responsáveis os seus dados.

Temos dois dados objectivos da perda de controlo em Portugal, e provavelmente nos congéneres da tragédia: não se conhecem 87% dos locais de contágio e os universos escolar e sanitário tiveram em Novembro uma confirmação: a "covid-19 acelerou entre a população mais jovem e foi no grupo dos 10 aos 19 que o contágio mais cresceu" (e com a agravante de ser nas crianças e nos jovens que se concentra o maior número de falsos negativos e assintomáticos). Para além disso, e com tanta turma já com uma ou duas quarentenas, repitamos: o que está em causa não é a opção entre ensino à distância e aulas presenciais. Não se trata disso. Em regra, não há aprendizagens plenas, longe disso, atrás de uma máscara ou de um ecrã nem com os actuais constrangimentos.

"Gostava de Saber Quem Foram os Epidemiologistas que Contrariaram o Encerramento Das Escolas". "PONHAM A MÃO NA CONSCIÊNCIA, PORQUE TODOS TÊM FILHOS. TODOS TEMOS FAMÍLIA”. A situação crítica que o país vive devido à covid-19 esteve em debate na TVI e na TVI24, conduzido por Miguel Sousa Tavares e José Alberto Carvalho. Uma médica internista de Coimbra alertou, ainda, que aos hospitais estão a chegar "cada vez mais jovens e com formas mais graves da doença"

3 comentários

Comentar post