Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Faz-se cada estimativa

25.05.24, Paulo Prudêncio

Captura de ecrã 2024-05-25, às 09.59.24.png

A estimativa da massa salarial em 2027, e mais até em 2030, tem que considerar a entrada de professores na carreira. A menos que a tele-escola 2.0 seja um dado adquirido. E se em 2027 serão 91 mil nos três escalões mais remunerados, então é mais simples, justo e transparente, e muito menos tortuoso, colocar cada professor no escalão correspondente ao tempo de serviço prestado, como se defende aqui. Desde logo, o argumento financeiro deixa de ser relevante. Ora leia este pedaço da estimativa (imagina-se que os autores não lecionem há muito, ao enunciarem 70 anos de idade):

"(...)Os escalões onde hoje se concentram mais docentes são o 4.º (19.760) e o 6.º (20.200), seguidos pelo 10.º (13.469), revelam os números apresentados pelo Ministério da Educação, que são "estimativas apuradas sem a entrada de docentes para a carreira e com a idade de aposentação aos 70 anos"(...).

2 comentários

Comentar post