Em busca do pensamento livre.
Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

 

 

 

Rio inscreveu a educação no pacto e antecipou o texto: "o Governo reverteu tudo de Crato". Não é verdade. O Governo reverteu uma parte dos "privados" escolares, o concurso "BCE" dos professores e atenuou a obsessão métrica nos alunos mais pequenos. Portanto, uma pequeníssima parte. Falta reverter quase tudo, desde logo o retrocesso civilizacional do afunilamento curricular (ainda mais severo nos petizes). Ou seja, o PSD não pactua apenas o regresso da roda livre dos "privados" escolares, da "BCE" dos professores e da industria da medição quase à nascença. Rio quer mais. Pactuará as malfeitorias de Lurdes Rodrigues e o início da queda que a antecedeu, com David Justino a tecer o fio pactuante. Aliás, e olhando para o que existe, nem é preciso pactuar. Adopte-se a sábia prospecção do cartoonista nas últimas legislativas: óculos 3D para os eleitores verem eclipses antes de votar.

 

19176365_uYqiV

 Luís Afonso

 



publicado por paulo prudêncio às 15:15 | link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De mario silva a 25 de Fevereiro de 2018 às 18:41
A “geringonça” e os professores
A “geringonça” lá vem (des)governando (mal e atabalhoadamente — veja-se o caso dos funcionários públicos
que receberam, em Janeiro, um vencimento menor do que aquele que foi processado em Dezembro do ano passado). Ou veja-se o caso da continuada corrupção, nepotismo e amoralismo que grassam no país, a vários níveis, neste singular regime que é mais partidocrático do que democrático. Isto para não ter de referir o caos instalado em muitas urgências dos hospitais, o contínuo desmantelamento de empresas ou o aumento subreptício dos impostos por via direta, indireta e outras formas subtis de esmifrar o contribuinte.
No caso dos docentes, o estatuto social e profissional não pára de degradar-se, há muito, com a promessa fraudulenta, agora, da parte do Governo, do reposicionamento nas carreiras e da recuperação do tempo de serviço congelado.
Que reposicionamento? Que recuperação do tempo de serviço congelado? Qual progressão?
Aumento insignificante de uns míseros euros, esbatimento na diferença dos escalões e a não recuperação do tempo de
serviço congelado (verdadeiro esbulho que prejudicará imenso as professoras e os professores) é o que irá acontecer com o prenúncio de que, efetivamente, os professores irão fi car pior do que estavam em termos profissionais e remuneratórios.
Concluindo: na generalidade a vida não está melhor, não está fácil e o que interessará, em particular, a esta mixórdia
governamental é não dignificar a classe docente dos professores. O que lhe interessa é que os actores políticos, os deputados, estejam bem remunerados, com ajudas de custo, benesses e alvíssaras várias que lhes permitam governar a vidinha.
E, de permeio, a “geringonça” vai endrominando e aperreando o “zé povo”, que também se encontra espalhado, em boas doses, pelo funcionalismo público.
António Cândido Miguéis, Vila Real


De paulo prudêncio a 25 de Fevereiro de 2018 às 19:43
Enfim.


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Enfim. Era o que mais faltava. É um vídeo muito bo...
Enfim. Nem mais.
cuidado que a reação já vai dizer: o-tipo-é-do-BE!...
Este comunicado do PCP é deplorável! O partido da ...
Enfim.Contudo, é bom recordar que fervilha a contr...
o jornal Público hoje noticiava que o PCP 'acha-be...
São muitos e a avaliação blá, blá, blá :)
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676