Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

dos professores que quebravam como massa italiana

24.05.15

 

 

 

A carreira dos professores tem como ponto central a sala de aula. Tudo o resto existe, ou deve existir, para criar as melhores condições para essa realização. Em qualquer patamar da carreira, os professores podem exercer o mesmo serviço, leccionar a mesma turma ou o mesmo programa. A idade conjugada com o tempo de serviço deve proporcionar a redução do exercício lectivo.

 

Os últimos governos portugueses traçaram um objectivo: dividir os professores; quebrar a "massa". Convencidos que essa "massa" era dirigida pelo partido comunista, estabeleceram três instrumentos para o "massacre" (palavras de António Nóvoa e que foram, no caso do PS, confessadas por António Costa e por uma dirigente que se referiu à "massa que quebra"): estatuto da carreira, avaliação do desempenho e gestão escolar.

 

"(...)O fenómeno mais importante que se desenrola no seio da massa é a descarga. Antes disso, a massa não existe propriamente, é a descarga que, realmente, a constitui. É o momento em que todos aqueles que dela fazem parte se libertam das suas diferenças e se sentem como iguais.

Entre essas diferenças, há que pensar, sobretudo, nas que são impostas do exterior, distinções de categoria, de classe e de posses. Os homens, enquanto indivíduos, estão sempre conscientes dessas distinções, que pesam seriamente sobre eles e os obrigam, com muita severidade, a distanciar-se uns dos outros.(...)"

 

Canetti, Elias, (2014:16). "Massa e Poder". Cavalo de Ferro. Lisboa.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.