Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

dos problemas com a escolha da escola - quem diria

08.02.14

 

 

 

 

"Os decisores políticos que promovem a escolha da escola, vendem a ideia de que isso se faz como consumidor individual e não como cidadão. Como cidadão, uma pessoa responsabiliza-se pela escola pública local; apoia-a e orgulha-se com as suas realizações. O cidadão vê-a como uma instituição da comunidade digna do seu apoio, mesmo que não tenha filhos na escola. O cidadão pensa na escola pública como uma instituição que educa os cidadãos, os eleitores futuros, os membros de sua comunidade. Se a escolha da escola se torna a base das políticas públicas, a escola deixa de ser uma instituição comunitária para passar a atender às necessidades dos seus clientes."

 

 

O parágrafo que acabou de ler é de Diane Ravitch, ex-secretária de Estado na administração do Bush mais crescido, bem à direita em "Reign of Error: The Hoax of the Privatization Movement and the Danger to America's Public Schools" (qualquer coisa como: o reinado do erro: A farsa do movimento de desestatização e o perigo para as escolas públicas da América).

 

Encontrei-o por aqui e pode lê-lo no original na imagem seguinte. Quem diria, realmente, que uma pessoa como Diane Ravitch concluiria que cidadania, comunidade, educação e eleitores futuros são ideias não compatíveis com clientes e consumidores.