Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Do medo que o medo acabe

17.01.15

 

 

 

Há uns anos, Mia Couto fez, no Estoril, a seguinte declaração:

 

"Vivemos como cidadãos e como espécie em permanente estado de emergência, como em qualquer outro estado de sítio, as liberdades individuais devem ser contidas, a privacidade pode ser invadida e a racionalidade pode ser suspensa. Todas estas restrições servem para que não sejam feitas perguntas (...)".

 

Encontrei um vídeo da conferência em que Mia Couto termina com uma frase lapidar: "Há quem tenha medo que o medo acabe."

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.