Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Do Histórico Da Fuga A Ser Professor

07.12.21

 

Captura de ecrã 2021-12-04, às 19.24.09.png.jpeg

Desconfiança nos professores, burocracia, carreira, avaliação, experimentação pedagógica não estruturada, gestão, aposentação, alunos por turma, horários com mais turmas e mais inutilidades, inflação de projectos, educação a tempo inteiro na escola e uma legião de professores com um único objectivo para salvar a dignidade mínima: que a qualidade das aulas não se afaste muito do período normal de energia. Só quem nunca leccionou uns anos é que confundirá o que escrevi com corporativismo (e que fosse, tal o estado a que se chegou)

Encontra no blogue "posts" quase iguais a este (com o mesmo desenho do Quino e em que apenas vou adaptando o diálogo e acrescentando evidências) em 4 de Dezembro de 2016 e em 21 de Setembro de 2013. Se procurar mais atrás também encontra; e vários. E, claro, os blogues eram uns alarmistas com a mania da razão antecipada a exemplo da falta de professores e da grave saga da "escola é segura" quando havia literatura científica sobre assintomáticos e falsos negativos nos testes que frequentavam escolas que não cumpriam os 3 c´s; ficará como a inérica da oportunidade perdida.