Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

da análise do caso CGD

22.06.16

 

 

 

O surrealismo, como corrente artística de vanguarda que influenciaria o modernismo entre as duas grandes guerras do século XX, estará patente no neoliberalismo que afundou o país e a maioria das instituições.

 

Ansiamos por uma saída. Olhar para essa corrente ajudaria, até para os que atingiram um pico de adrenalina como foi o caso do ex-primeiro-ministro que anteontem confessou sobre o inquérito à CGD: "infantil manobra tática preventiva" do parceiro da bancarrota.

 

Ou seja, primeiro destrói-se e depois "trocam-se infantilidades". E aí voltamos à análise do surrealismo. A sua saída exige psicanálise. Convém recordar que a corrente de Sigmund Freud penetrava no inconsciente, o que influenciou decisivamente o surrealismo como actividade criativa.

 

49ba7104039431cd22f9067808447d01.jpg

 

4 comentários

  • Nem mais. "Trocam-se infantilidades" que têm custado caríssimo. Há dias li: "elites? Que elites?!"
  • Sem imagem de perfil

    Harmódio

    23.06.16

    As elites existem. Pode-se é achar que não merecem o poder que detêm. Mas isso, por si só, não lhes retira o poder. E é isso que as pessoas se esqueceram... a verdadeira política lida com poder, não com petições, manifestações higiénicas e outras pseudo-intervenções.
  • Sim, claro. Concordo. Em registo humorado, escrevi aos bloggers deste último manifesto qualquer coisa assim: tanta expectativa e um manifesto como produto?
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.