Em busca do pensamento livre.
Sexta-feira, 1 de Junho de 2018

 

 

 

"O número de professores que requereu a reforma é o mais baixo de sempre", concluía-se novamente num debate radiofónico. A causa está identificada: idade da reforma aos 66 anos com penalizações indecorosas nas antecipações, num grupo profissional que se reformava entre os 56 e os 58 (52 no pré-escolar e 1º ciclo) com 35 anos de serviço.

Como a degradação da carreira está inamovível - contagem do tempo de serviço, componente não lectiva em modo inútil, "legislês" nas reduções por idade, mais turmas com mais alunos em horários ao minuto, hiperburocracia e horários zero -, temos os professores à beira de um ataque de nervos e não haja ilusões com o título do Público de hoje - "Há 96 mil candidaturas de professores para 3500 lugares no quadro. Número de vagas abertas para a entrada no quadro de professores está abaixo dos 3500. Mas houve 96.044 candidaturas". Basta ler com atenção e conhecer a realidade (por exemplo, um professor pode apresentar 3 ou 4 candidaturas e há milhares de professores do quadro que se candidatam para tentarem mudar de escola e nem se preocupam com as vagas declaradas) para se repetir a imagem do post: se nada se fizer, a prazo não haverá professores.

 

36892804821_9d1023e559

 



publicado por paulo prudêncio às 11:07 | link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De mario silva a 1 de Junho de 2018 às 19:14
e a imensas candidaturas são um sintoma implicito da falta de força reivindicativa: muita gente de fora diminui essa força de quem está dentro. Algo semelhante está a acontecer com a classe médica, que até 2015 tinha um tremenda força reivindicativa mas que por alterações governamentais do internato, está a colocar excedentes de médicos fora do sistema sem especialização, pressionando os que estão na carreira. Aquela velha tática económica de ‘se-não-queres-há-outros-à-espera-para-entrar’, obrigando a aceitar condições financeiras e laborais piores; esta tática tem minado a força reivindicativa dos profs ao longo dos anos.


De paulo prudêncio a 1 de Junho de 2018 às 21:02
Este título tinha que ser desmontado de imediato.


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Enfim.Contudo, é bom recordar que fervilha a contr...
o jornal Público hoje noticiava que o PCP 'acha-be...
São muitos e a avaliação blá, blá, blá :)
Nem mais. Era interessante uma discussão pública s...
Nem mais. 20340 :)
o PR em relação a outros casos (médicos, enfermeir...
Mas a avaliação não ser por pontos revelou-se desv...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676