Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Articular (2)

15.06.24, Paulo Prudêncio

 

 

 

 

 

 

 

Articular, o verbo, é um modismo na linguagem do sistema escolar. Conjuga-se nas situações de maior embaraço. Por exemplo, quando nada mais resta para justificar a terraplanagem de escolas, as três pessoas do plural entram em acção; embora a terceira, e no futuro do indicativo (para dar alguma folga ao bem-pensante devaneio), seja a mais requisitada.

Têm sido inúmeros os modismos: a interdisciplinaridade, a flexibilidade, a formação pessoal e social, a formação integral, a cidadania, a sociometria, os objectivos mínimos, as metas curriculares, as aprendizagens essenciais e por aí fora. Enfim, um rol de conceitos - alguns com compreensível oportunidade histórica na fantástica massificação dos sistemas escolares - que remetem a burocracia escolar para o lugar que ninguém deveria desejar: inundação de procedimentos insanos que travam a emancipação da escola; como alguém que, e depois de mil passos, tem a sensação exaustiva que não saiu do lugar ou regrediu.

Quando se espreme os arautos do articular, o que sobra é pouco mais do que a socialização dos professores.