Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

ano após ano

18.02.14

 

 

 

 

 

Desde 2006 que diminui o número de professores dos ensinos básico e secundário. A redução ultrapassa os milhares todos os anos. Não se julgue que a diminuição se deve apenas às reformas com brutais penalizações. Houve despedimentos colectivos entre os professores contratados e todos os que ficaram no sistema sofreram cortes salariais na ordem dos 10% a 20% (cortes salariais, aumentos de impostos e não pagamentos dos subsídios de férias ou de natal - ou os dois nos mesmo ano).

 

Perante os números, podemos afirmar que metade da austeridade do país caiu em cima dos professores. É bom que se refira que nos 129312 professores (eram cerca 195000 em 2005) estão incluídos os docentes que leccionam nas escolas privadas e nos estabelecimento de ensino cooperativo (serão perto de 30000).