Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

"Porque apoio Sampaio da Nóvoa?"

06.12.15
     (Publicado na comunicação social local - Caldas da Rainha - como membro da Comissão Local de Apoio)     Acompanho há muito as ideias de Sampaio da Nóvoa, assisti a algumas conferências e não estranho que a sua personalidade inscreva uma candidatura à Presidência da República. Um homem com uma vida pública também marcada por causas e deveres de cidadania, resolveu intervir na política formal porque percebeu que os tempos que vivemos convocam todos os que defendem os (...)

um domingo com Sampaio da Nóvoa

29.11.15
      Sampaio da Nóvoa chegou às Caldas da Rainha às 10h00 e passou por Alcobaça, Leiria, Pombal e Marinha Grande. Registei o entusiasmo crescente numa candidatura feita pelo voluntarismo da cidadania e que promete. A foto retrata uma entrevista a uma rádio local no quiosque da "Praça da Fruta" nas Caldas da Rainha.    

as caldas da rainha são um nicho?

12.09.15
      "Neste mês de Janeiro de 1926, a vila começa a ser afectada(...)que forja calúnias, em maior número que o habitual. Circulam cartas anónimas e o alvo de "um nojento papel em que foi fielmente insultado" é Manuel Augusto de Carvalho, fundador da "Gazeta"(...). "Quem se dê ao trabalho de ouvir certas conversas, não só entre gente do povo, mas mesmo entre pessoas de uma certa classe, pasma de facilidade com que se afirmam factos, alguns dos quais podem pôr (...)

olhar o céu em viena

22.08.15
        Estar uns oito dias por Viena permite sentir o pulso a uma cidade sem fim. Havia programa para triplicar o tempo da estadia. Arquitectura, modernidade, história, design, artes em sucessão e tudo pensado para quem vive ou anda por ali. Em Viena olha-se o céu e escapa-se ao cabisbaixo fatalismo local que se sente pouco depois do regresso: saliência para as pedras da calçada enrugadas por décadas de caciquismo e de jogos de poder sem mais.  

Da cidadania numa espécie de Madeira

11.08.15
        A localização é taxativa: a acção cívica prejudica-me e sou um alvo a abater pelo poder político local dominante. Há muito que me repetem a condição. São conhecidas as provas e dois conselhos gerais escolares acentuaram as certezas de quem conhece os corredores destas decisões. É natural, portanto, que pense no assunto e que faça um qualquer balanço. Assim de repente, já disputei, em quase três décadas, duas dezenas de eleições escolares na espécie (...)