Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Das Carreiras e Dos Direitos

07.05.19
        "Os professores não podem chegar todos ao topo", é uma frase que tem mais de uma década e que regressou. Acredito que algo de sério está a acontecer quando a sociedade não se questiona sobre a perda de direitos adquiridos (sim, adquiridos; leu bem: muitos lutaram por isso) e fundamentais. Ouvi de um comentador: "se recuperarem todo o tempo de serviço, 35 mil professores chegam ao topo em 2022. Não pode ser". O homem estava incrédulo. Disse-o como uma irrefutabilidade (...)

Os Detalhes; Sempre Os Detalhes

07.05.19
      Regressaram em força os não avaliados e inflexíveis. Precisemos: as carreiras da administração pública, com excepção dos corpos especiais (professores, magistrados, militares e polícias), recuperaram todo o tempo de serviço: 7 anos e qualquer coisa. Faltam os corpos especiais. Há um detalhe: em toda a administração pública, corpos especiais incluídos, só há um grupo profissional com 9 anos e tal por recuperar: os professores. E porquê? Porque foram os únicos (...)

Manifesto - Pela verdade dos Factos

06.05.19
        Manifesto - Pela Verdade dos Factos   Como Professores, membros da comunidade educativa e autores de diversos espaços de discussão sobre educação, temos opiniões livres e diversificadas. Porém, não podemos ficar indiferentes quando está a ser orquestrada uma tão vil e manipuladora campanha de intoxicação da opinião pública, atacando os professores com base em falsidades. Tais falsidades, proferidas sem o devido contraditório, por membros do Governo e (...)

Professores na Rádio

06.05.19
      Pelo menos a Antena 1 e a TSF têm programas da manhã - o fórum - onde se debatem os temas mais mediáticos da agenda política. Hoje, para não variar, a carreira dos professores foi devassada. Há diversidade de opiniões. Sinceramente: o que mais me custa é ouvir professores reformados, acérrimos defensores do Governo, a desvalorizarem os seus colegas que estão em exercício e a argumentarem com total desconhecimento dos factos. Não apenas dos financeiros, mas também (...)

Das Coligações Negativas

05.05.19
      Acompanho mais a agenda mediática quando os professores estão no lugar cimeiro. Como isso acontece muitas vezes e há muito tempo, conheço bem as diversas posições. Mas continuo a impressionar-me com a coligação negativa entre políticos do antigo arco governativo, comentadores, analistas e "jornalistas" que apresentam programas televisivos. Há comentadores, nomeadamente na SIC (hoje vi Gomes Ferreira, Marques Mendes e Costa - irmão do primeiro-ministro -, e ainda (...)

Eleições e Coligações

05.05.19
      Nas legislativas não se vota num primeiro-ministro; elegem-se deputados. Os deputados integram partidos políticos. Os partidos formam uma maioria que permitirá ao PR nomear quem estiver em melhores condições para aprovar um programa de Governo e o respectivo OE. O Parlamento aprovou, apenas na especialidade e só com o voto contra do PS, a recuperação integral do tempo de serviço dos professores. Fala-se de coligação negativa do PCP, BE, PSD e CDS. Os professores (...)

Professores Vencem no Parlamento

02.05.19
      Nas legislativas, os eleitores não votam num primeiro-ministro: elegem deputados. Os deputados integram partidos políticos. Os partidos políticos formam uma maioria que permitirá ao PR nomear quem estiver em melhores condições para aprovar um programa de Governo e o respectivo orçamento de estado. Certo? O parlamento aprovou hoje a recuperação integral do tempo de serviço dos professores. Conclusão: é uma vitória democrática dos professores. Veremos como o PR e (...)

Parlamento Aprova Recuperação Integral

02.05.19
      Desde 2006 que os cortes a eito nos professores são um oxigénio orçamental. Aliás, o corte de mais 30% dos professores do quadro é elucidativo. Como os professores são muitos, os cortes na sua massa salarial bruta ajuda muito o orçamento. O ministro Centeno confessou, há dias no parlamento, que as suas contas não incluem a receita para o OE, em IRS e excedentes da ADSE, incluída na massa salarial dos professores; é mais de 30% do total ilíquido. E depois temos as (...)