Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

da segunda vitória do syriza

20.09.15
      Olhei para o lado simbólico na primeira vitória do Syriza do mesmo modo que sorri com as vitórias de Obama ou de Corbyn. Percebi que Tsipras e Varoufakis não tinham descido do Olimpo, que iam enfrentar os do "fim da história" numa batalha duríssima mas que nada seria como antes. O Syriza não tinha como plano B a saída do euro que seria um erro político "irreparável" e quiçá trágico. As derrotas do Syriza e de Tsipras e de Varoufakis foram em nome da coragem e da (...)

os gregos não tinham plano B?

14.07.15
      "Se o Governo grego apresentasse um plano B com a saída do euro a maioria do Eurogrupo tinha provocado o Grexit", concordo com esta ideia. Há uma componente política que desesperou os defensores da tragédia austeritarista e que se acentuou nos que vão a votos entretanto. E acho uma certa piada aos "heróis" que acusam o Governo grego de capitulação. Mas há alguém que acha que é fácil ir às altas paradas do casino desafiar os falcões dominadores apoiados por inúmeros "bo (...)

o triste caso português

13.07.15
      "O Governo português é uma espécie de animal doméstico de estimação da Alemanha e não quero acreditar que o caderno eleitoral interno norteie as suas decisões", disse o sensato Pedro Santos Guerreiro do Expresso ontem na SICN. Esta triste figura histórica do Governo português teve hoje mais um episódio de bicos-de-pés e de falácia eleitoral que dará boas caricaturas: "Passos assume autoria da medida que permitiu acordo (...)

do mérito do Governo grego

12.07.15
      Os tempos não estão para deuses (a imagem ajuda) e o mérito do Governo grego parece concretizar-se: criar uma alternativa ao desastroso caminho único traçado pela Alemanha (claro que não ignoro os bancos e os casinos). Joga-se com o tempo, a França e a Itália já respiram e esperam-se mais corajosos. Os pequenos países como a Eslováquia, a Eslovénia, a Estónia, a Letónia ou a Lituânia parecem muito dependentes, mas é triste a figura dos aflitos aliados de Schäuble (...)

poema ao cuidado do eurogrupo

11.07.15
          Uma lâmpada cheia de azeite vangloriava-se, uma noite, perante os que passavam ao pé de si, que era superior à estrela da manhã, pois projectava uma luz mais forte que todas. De repente, sacudida por um sopro de vento que se levantou, apagou-se. Alguém, que a reacendeu, disse-lhe: "Brilha, mas deixa-te estar calada, ó lâmpada; a luz dos astros, essa, não morre".     Bábrio         Antologia da Poesia Grega Clássica. Tradução e notas de Albano Martins. Lisbo (...)

das atitudes de varoufakis

06.07.15
    No dia seguinte à histórica vitória do não, Varoufakis demite-se com a seguinte argumentação:    "Considero ser meu dever ajudar Alexis Tsipras a explorar o capital que o povo grego nos deu através do referendo. Irei arcar com o ódio dos credores com orgulho".   Estes gregos não páram de dar lições. É, realmente, um sinal de esperança. Há dias escrevi assim:   "É inigualável a grandeza de quem não se verga para não perder a liberdade. Percebeu-se, (...)