Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Sampaio da Nóvoa embalou

16.01.16
      "Basta que Marcelo caia alguns pontos e ou Sampaio da Nóvoa consolide a ultrapassagem a Maria de Belém" para que se equacione a segunda volta, disse uma jornalista politóloga insuspeita de votar em Sampaio da Nóvoa ou num candidato do centro esquerda. Não sei se a abstenção vai subir, já se percebeu que Marcelo está longe dos seguros 60%, que Sampaio da Nóvoa embalou e que no Expresso real já duplica a votação de Maria de Belém; neste Expresso, o ex-comentador (...)

perplexidade com António Vitorino

14.01.16
       António Vitorino disse, na SICN, que com candidaturas assim (e referia-se a todas) as presidenciais descredibilizam-se e o sufrágio directo e universal fica em causa, podendo a escolha passar para um colégio eleitoral (emanado da Assembleia ou do Conselho de Estado?). Já tinha reparado que Vitorino não aprecia, por exemplo, Sampaio da Nóvoa, mas fiquei perplexo com a desconfiança no voto popular e no sufrágio directo e universal (não falava da refundação do regime).   (...)

Sampaio da Nóvoa pode ir à segunda volta, vencer as presidenciais e fazer história

09.01.16
        O Expresso é "marcelista" e um bom barómetro eleitoral. Fiz uma leitura do primeiro caderno à procura de evidências presidenciais. Existem várias e indicam uma tendência que parece entristecer o semanário.   Marcelo desce de tal modo que será muito difícil escapar a uma segunda volta; Sampaio da Nóvoa descolou dos restantes candidatos e até Guterres (um apoiante natural de Maria de Belém) não anunciou essa intenção e espera pela segunda volta para acompanhar o PS no apoio a Sampaio da Nóvoa.

Sampaio da Nóvoa deu uma lição a Marcelo em plena televisão

08.01.16
        Não sei se Sampaio da Nóvoa tornará "possível o impossível", mas aconteça o que acontecer e à medida que nos aproximamos da campanha eleitoral, reconheço-lhe o que há muito percebi: será um muito bom Presidente de todos os portugueses. Sinto-me representado num candidato que tem na genuinidade, na serenidade, na elevação e na coerência os atributos que nos levam a confiar num Presidente.   O debate de ontem, que vi e revi, pode ter sido um momento de viragem (...)

Das entrevistas aos candidatos presidenciais

06.01.16
      Ouvi uns poucos minutos da entrevista na TSF do candidato Jorge Sequeira e sorri com uma análise. Dizia o candidato que metade da massa salarial anual dos cidadãos é consumida pelos impostos mas sem correspondência positiva por parte dos serviços públicos, nomeadamente na saúde, justiça e educação. É fácil concordar. Jorge Sequeira ilustrou a análise com três quadros: quem quer uma consulta médica acaba no privado e quem faz uma queixa no Ministério Público (...)