Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

até a transparência passou a démodé

16.11.14
       O eterno desenho do Quino.   O liberalismo selvagem (ou ultraliberalismo) vigente, persistente, totalitário e já com história, tem contornos evidentes. A sua agenda consistiu na diluição de alguns valores essenciais à democracia. Por exemplo, a ideia de transparência foi-se tornando em algo só ao alcance de pessoas pouco espertas ou (...)

Da queda da meritocracia e do unipessoal

21.07.14
        Uma boa liderança não precisa do unipessoal para se afirmar, mas uma chefia incompetente pode usar o modelo referido para provocar danos impensáveis.   Há uma certa direita, e mesmo alguma esquerda com alguns problemas só explicados por Lacan, que olha para os imaculados banqueiros - esses expoentes da meritocracia e do unipessoal -, com a mesma estupefacção que ocupou as neurónios dos pró-soviéticos com as revelações após a queda do muro.   A meritocracia (...)

Dos top performers e do fim da história

04.05.14
        Já tropeçamos com o uso inchado da designação Top Performers (melhores desempenhos) e o futuro da classificação parece arrebatador como selo de qualidade infinita. Ainda há meses, e a propósito da subida de Portugal no PISA, um dos SE do MEC referia a obra dos nossos Top Performers que nos colocava algures no anelar Saturno.   Os Top Perfomers com significado no mercado total (TPSMT) fazem constar que dedicam horas e exclusividade ao treino intensivíssimo de (...)

da hegemonia americana

14.01.14
        Não simpatizo com o primarismo antiamericano e reconheço as virtudes dessa sociedade. Mas os Impérios são o que sempre foram e vivemos tempos em que a cultura americana parece ter derrubado todas as fronteiras acentuando também a decadência da Europa. Para além disso, não se conhecem bons resultados na importação de modelos de sociedade com géneses e histórias tão diferenciadas.   Foi num Nobel norte-americano, Joseph Stiglitz (...)

por mais que teimem

09.12.13
      Por mais que teimem nos argumentos, os modelos meritocráticos aplicados em organizações em que os desempenhos das pessoas são dificilmente mensuráveis (e falta saber em quais é que isso se consegue) têm resultados contrários ao pretendido. Podemos afirmar, com toda a segurança, que nessas circunstâncias até contribuem para o retrocesso dos sistemas organizacionais e para a dilaceração da atmosfera relacional com particular incidência para os mecanismos de (...)

a exclusão impregnada no discurso - também do presidente

06.10.13
            Desde a Grécia antiga, pelo menos, que se educa para o belo, para o verdadeiro e para as demais virtudes. A ideia grega de paideia (educação de crianças) encarava o processo educacional como intrinsecamente humano e verdadeiro e criador de melhores cidadãos.   Estive dois dias fora de rede e só há pouco li o discurso de Cavaco Silva no dia 5 de Outubro. Sublinha-se, desde logo, a incoerência entre a retórica presidencial e as políticas escolares que ajudou a (...)