Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

inverdades

12.12.11
    Sou franco: desconfiei da "sapiência" de Passos Coelho e Paulo Portas em matéria de Educação. Os atrevimentos tinham começado uns anos antes. J. Sócrates fazia-o com frequência e os resultados são conhecidos. A proposta que hoje se conheceu em matéria de estrutura curricular, transmite uma ideia que há muito se sabe: os últimos governos do PS fizeram o trabalho de sapa da desestruturação da escola pública e actual maioria agradeceu. Limitar-se-á a dar continuidade (...)

não é só a evt

12.12.11
    A proposta de estrutura curricular suprime a formação cívica e o estudo acompanhado, a exemplo do que já tinha acontecido com a área de projecto. Numa lógica de elementaridade democrática, o corporativismo obriga-nos a dizer que o desemprego não se circunscreve aos professores de evt.

depois da roda

31.10.11
        Quem comparar a organização curricular europeia depois da invenção da roda, verificará que as diferenças são mínimas. Ha um outro detalhe mais ligado à história dos países e às suas idiossincrasias a par de um ou outro devaneio docimológico ou (...)

tesouradas

15.03.11
            Isabel Alçada afirma que o encerramento de escolas beneficia alunos e professores e que o país não está em condições de investir na área de projecto e no par pedagógico de EVT.   É preciso dizer que os dados disponíveis indicam que o fecho de escolas é polémico e que associa duas desvantagens: desertificação de vilas e aldeias do interior com (...)

queda da máscara

05.03.11
      Se alguém tinha duvidas, tenho ideia que ficou esclarecido: os professores são os salvadores da pátria. Dá a sensação que são quase os únicos a sofrer cortes nos salários (e desta vez não vou falar das barbaridades não financeiras perpetradas desde 2005) e a discussão à volta da possível revogação da redução curricular - ou redução da massa salarial, (...)

despedimentos em evt

17.02.11
    Um dos secretários de estado da Educação declarou que não haverá despedimentos entre os docentes de EVT com horário zero (é bom que digam quais as actividades lectivas que lhes estão destinadas) e manteve a intransigência na eliminação do par pedagógico. Quanto aos professores contratados, a chocante omissão fez escola.   Pode saber mais aqui (...)

carta aberta

16.02.11
    O governo não cede na ideia de terminar com o par pedagógico na disciplina de EVT. Os professores não desistem. Há quem diga que o bloco central acordou as medidas que têm sido anunciadas para a Educação. A FNE já saiu da plataforma da Educação e o PSD não viabilizou no parlamento a suspensão da avaliação dos professores. O partido político de Cavaco Silva prepara-se para continuar a agenda desastrosa que arrasou o poder democrático da escola portuguesa.     Professores de Educação Visual e Tecnológica vão escrever uma carta aberta ao PSD (...)