Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

não vamos lá

17.10.12
      Estou a ouvir Bernardino Soares na SICN a abespinhar-se ligeiramente com os que advogam cortes no orçamento do parlamento. Para o dirigente comunista esses cortes simbólicos não passam de amendoins e estão colados a um discurso antidemocrático, populista e por aí fora.   Era bom que não nos esquecêssemos que estamos num país em que um número cada vez mais significativo de crianças chega à escola com fome. Os encarregados de Educação estão desesperados sem (...)

na mesma edição

05.09.12
    Gosto de jornais, mas é frequente chegar ao fim do dia com a edição impressa por ler. Sinais dos tempos. Apesar de resistente, confesso que as Sextas-feiras e os fins-de-semana passaram a ser os únicos dias obrigatórios.   A edição do Público de hoje ia escapando. Dei com uma entrevista a João Semedo do bloco de esquerda com o seguinte lead:         Com a (...)

digam-me que isto não está a acontecer

18.07.12
        Este email vem identificado e só não escrevo o nome da autora para não a expor mais.   Olá Paulo! Espero não o incomodar com este mail, mas é do género "é agora ou nunca". Estava eu há pouco nos profslusos e espreitei outros blogs sobre educação e novidades e desgraças para os contratados e até que vi a sua página sobre avaliação do desempenho docente. Este tema desde julho passado que me faz arrepiar! Sou professora contratada numa escola TEIP no (...)

desvaforecidos, até no futebol?

26.03.12
        Gosto de jogar futebol, fui um efectivo jogador de rua, mas as bancadas dos estádios não me seduziram. Aquilo tem dois demasiados que não são meus: "electricidade" e especialistas fora de si.   Reservei um lugar nas bancadas dos recreios das escolas. Uma vez por ano ou coisa assim, observo, discretamente, os alunos que se dedicam ao esforço de superar um adversário com uma bola como interlocutora. Era, por norma, o reino dos desfavorecidos. Por passarem mais tempo (...)

como foi isto possível?

18.03.12
    Recebido por email.     "Carta a professores, alunos, pais, governantes, cidadãos e quaisquer outros que possam sentir-se tocados e identificados.   As reformas na educação estão na boca do mundo há mais anos do que os que conseguimos recordar, chegando ao ponto de nem sabermos como começaram nem de onde vieram. Confessando, sou apenas uma das que passou das aulas de uma hora para as aulas de noventa minutos e achei aquilo um disparate total. Tirava-nos intervalos, (...)

um país à deriva?

27.02.12
    Nem queria acreditar. É reconhecida a nossa dificuldade em educar as crianças e só nos podemos envergonhar por existr uma empresa que promove cursos para que os professores aprendam técnicas defensivas contra as agressões fisicas e verbais dos alunos. Temos de devolver o poder democrático à escola com toda a profundidade que o conceito implica. O que é ainda preciso acontecer para que se perceba o estado de sítio do nosso sistema escolar? Os descomplexados competitivos (...)