Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

Indecente

13.05.19
  É indecente que se continue a colocar em patamares diferentes a injecção financeira nos bancos e a recuperação do tempo de serviço dos professores. Sublinhe-se que as duas rubricas entram no OE: contribuem para o défice e financiam-se nos impostos. Depois, não me parece que se possa confiar nos banqueiros e nos grandes empresários como se confia financeiramente nos professores que pagam impostos pontualmente e sem mácula. Para além disso, somos o único país que continua (...)

Dos Modelos de Blogue

13.05.19
    Mudei há uns tempos o "template" do blogue. Passei algum a tempo a personalizar o modelo que é agora optimizado para os dispositivos móveis (tablets e telemóveis). Contudo, o sapo diz que mais de 70% de quem vem aqui o faz em computadores. Ando há uns dia a tentar mudar o layout inicial, nomeadamente a configuração das imagens dos posts. Se repararem, o tamanho da imagem é diferente, muito maior, da página inicial para o modelo do post depois de se clicar no continuar a (...)

Substância

12.05.19
      No vórtice em que vivemos, ampliado pela ubiquidade das notícias falsas que se estabeleceram nos órgãos de comunicação social e nas redes sociais, prevalece o efémero que se esgota em minutos, horas ou dias. Não há espaço mediático para a substância das coisas. As vitórias e as derrotas políticas têm a mesma vigência. Os professores viveram os dois estados numa luta desigual. Acima de tudo, e como os professores são muitos, as forças que controlam o OE não (...)

Manutenção do blogue

11.05.19
      Mudei de computador por estes dias com o uso de um assistente de migração de dados. Instalei novas licenças nas aplicações que mais utilizo e tudo isso provocou alguma instabilidade na temporização dos posts, principalmente no penúltimo e nos dados referidos, que obrigou a correcções. Agradeço a quem detectou as falhas.

No Universo das Contas Certas

09.05.19
    Para além das diferenças entre o ilíquido e o líquido, há ainda outra questão fundamental. É imprescindível saber o valor das progressões nos escalões e de incluir nos cálculos as aposentações. Há quase um ano que a tal comissão partidária ficou de o fazer e não apresentou publicamente qualquer estudo. Ou seja, e dito assim numa linguagem que se perceba: se 100 mil professores recebessem mais 100 euros líquidos para cada mudança de escalão (e há quem já não (...)