Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

sente-se? também me parece

06.02.11

 

 

A comunicação social e as organizações que existem devem estar muito atentas. Em 2008, as instituições políticas assustaram-se com a força dos professores portugueses e, como afirmou José Gil, um entendimento cortou a coluna vertebral à razão. Em 2010, a cena como que se repetiu. Estou com a sensação que desta vez a domesticação vai ser muito mais difícil. Há muito desânimo, é certo. Mas noto muito menos tolerância por parte de quem sente a injustiça na pele e ninguém do arco parlamentar se deve sentir incompreendido, principalmente os constituintes da famosa cooperação estratégica.

 

Professores. Começou a revolta que ainda não faz barulho

"Professores estão ansiosos por gritar nas ruas contra os cortes na escola pública e nem querem esperar pela convocação dos sindicatos(...)"

1 comentário

Comentar post