Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

plataformas

07.01.11

 

 

 

 

Observa-se vulgarmente a convicção de que as conhecidas plataformas de comunicação e informação disponibilizadas pelo interessante open source podem realizar a gestão de dados da escola-organização. É um logro em que cai quem tem algum domínio de software, mas parcos conhecimentos de gestão escolar. Os resultados tornam-se desastrosos quando a função de liderança da organização é ocupada por quem não conhece qualquer das vertentes.

 

As plataformas de comunicação e informação são razoáveis instrumentos para a divulgação da informação e para a circulação de ficheiros informáticos. Mas reúnem componentes quase nulas na característica decisiva de um sistema de informação: a velocidade de pesquisa em todo o universo de dados e a consequente qualidade do conhecimento. O mundo pesquisável e o cruzamento de dados constituem, a par da simplicidade operativa requerida por quem toma decisões, as referências a perseguir.

 

Nestes atributos, as citadas plataformas estão destinadas a criar modelos de organização com a mesma velocidade de desempenho que os registos não digitais (vulgo papelada). As redundâncias no lançamento de dados assumem a mesma dimensão e esgotam rapidamente a paciência dos utilizadores.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Paulo G. Trilho Prudencio

    08.01.11

    Viva.

    Concordo. Talvez, e de uma forma rápida, se deva sistematizar o universo de dados usando duas "redes": uma de recursos educacionais e outra de dados de administração. É exactamente na confusão que se estabelece entre as duas estradas que o inferno das redundância atinge o auge.

    Para os recursos educativos existe tudo isso que referes. Para a gestão de dados de administração que sirvam de suporte à tomada de decisão dos diversos actores da organização é que é preciso a análise e a programação de bases de dados associadas à filosofia de gestão que se pretende. E nesta última vertente, quanto menos outsourcing melhor.

    Um questão decisiva é a velocidade de pesquisa em todo o universo de dados da rede administrativa. A informação tem de ser delimitada e obtida em campos pesquisáveis e que permitam uma utilização totalmente flexível nos diversos ficheiros. Só assim, e sem outsourcing fechado, se consegue eliminar toda a redundância e garantir a pesquisa inteligente.

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.