Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

boas festas e feliz 2011

31.12.10

 

 

É a quinta vez que recorro a um post para significar as boas festas. Mesmo que não me conheça, pode ir até ao fim que não será excluído. Não é por economia que uso esta forma de homenagear os amigos e tento que as mensagens tenham alma.

 

Já quase que não recebo postais de boas festas via CTT e responderei aos mails que entrarem. Os sms ficam para a proximidade das duas datas que se vão festejar.

 

Quando se faz um balanço do ano, a memória regista acontecimentos de sinal contrário. A saúde dos mais próximos, por exemplo, não instituiu um ano em cheio; pelo contrário. Só se pode desejar melhoras para 2011.

 

O meu exercício profissional continua marcado pela luta em defesa do poder democrático da escola. Desta vez existe uma amargura especial. É comum vibrarmos pouco com o sucesso dos outros e tento corrigir-me nesse estado da condição humana. Também não é muito aconselhável fazermos dos obstáculos alheios, problemas nossos. E também não sei se é por ter uma filha jovem adulta. Tudo isto para vos dizer que me tem incomodado a atmosfera sombria que paira sobre o futuro de muitos jovens professores; já não bastava a perseguição aos mais velhos. 2011 prolongará de forma concludente o estado de desesperança que se abateu, desde 2006, sobre os professores.

 

É hábito escolher um vídeo que o meu saudoso pai gostasse de ouvir. Como ele apreciava os Beatles, não deveria enjeitar uma ou outra audição do vídeo que vos proponho. Fui à procura da esperança. "Hope of deliverance", de Paulo McCartney, mereceu a minha opção. Uma espécie de mistura de esperança e de salvamento que dedico, com toda a emoção, aos que têm várias razões para estarem apreensivos. Sei o que é abandonar um país com direito a uma mala, com o peso máximo de 25 Kgs, e com 50 florins holandeses (dois euros e meio) no bolso e aqui estou. A esperança e a perseverança movem montanhas. Que tenham todos umas boas festas e que 2011 seja um ano que marque a recuperação de uma escola que não envergonhe a democracia que tanto nos custa a preservar.

 

 

 

73 comentários

Comentar post

Pág. 1/4